RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Domingo, Setembro 20, 2020

Neste dia… em 1983, Sporting vence na apresentação aos sócios com golos do trio maravilha

Sporting, 3 – Slavia de Sofia, 0

O Sporting venceu o Slávia de Sófia por 3-0, em jogo de apresentação da equipa leonina aos seus adeptos, disputado no Estádio José de Alvalade. Um rompante: Jordão, Oliveira e Manuel Fernandes foram os autores dos três golos verde-brancos, todos obtidos no 1.º tempo, aos 10, 30 e 43 minutos.

Jordão, Manuel Fernandes e Oliveira.

O Sporting fez inicialmente uma exibição curiosa, com destaque para os ex-portistas Romeu e Gabriel, tendo mesmo partido deste os lances dos primeiros dois golos. O lateral direito do Sporting desceu várias vezes ao ataque e em duas delas proporcionou (juntamente com Lito) os remates certeiros de Jordão e Oliveira. Romeu foi o motor do meio-campo do Sporting, onde Oliveira só a espaços teve apontamentos de realce, para o que terá contribuído o facto de ter actuado inferiorizado fisicamente.

Das novas aquisições do Sporting, o ex-sadino Fernando Cruz teve no 2.º tempo alguns apontamentos que não terão desiludido o técnico Venglos e esteve mesmo à beira de fazer pelo menos um golo. Quanto ao ex-júnior Futre, não teve uma actuação feliz, para além de também não ter sido muito solicitado pelos seus companheiros de equipa. Em alguns lances, Futre agarrou-se demasiado ao esférico, não o soltando como seria de desejar, talvez pela necessidade de se querer evidenciar ante o público leonino que tanto espera da nova «estrelinha».

O tempo complementar foi de nível muito fraco e o Sporting fez esquecer o que de bom chegara a realizar nos primeiros 45 minutos, apesar dos búlgaros estarem reduzidos a 10 elementos, por expulsão de Gavasov, no final do tempo de abertura. Os «leões» jogaram com lentidão e demoraram muito tempo a trocar a bola entre si, apesar de continuarem a ser a equipa de sinal mais ofensivo e de terem perdido algumas ocasiões para remate eficaz.

Os búlgaros, fatigados pela série de jogos sucessivos que têm disputado, conseguiram, mesmo assim, equilibrar um pouco mais a partida, e a sete minutos do fim Caltzev atirou, de cabeça, à trave da baliza de Fidalgo.

A nota mais negativa do encontro foi dada, porém, pelo árbitro lisboeta António Ferreira, que cometeu todo o tipo de falhas, desde um «penalty» que ficou por marcar ao Slávia até a um erro técnico ao recomeçar o encontro com bola ao solo depois de ter assinalado fora de jogo a um avançado búlgaro. Pontapés de canto mal assinalados, livres ao contrário, falta de critério na exibição dos cartões, foras de jogos inexistentes, de tudo houve na arbitragem de António Ferreira, que mostrou o cartão amarelo a Doitzev, Mustafov, Caltzev e Festas, e o vermelho, a Gavasov.

O onze da estreia perante os associados.

Sporting: Fidalgo; Gabriel, Kostov (Festas, 2.º parte) Virgílio (Futre, 2.º parte) e Mário Jorge; Lito (Kikas, 75), Oliveira e Romeu; Manuel Fernandes e Jordão (Fernando Cruz, 2.º parte).

Slávia: Tenev; E. Dimitrov, Lahtziev, Caltzev e B. Dimitrov; Mladenov, Minizev, Argirov (Mustafov, 55) e Gavasov; Doitzev Zingov (Balacov, 2.º parte).

Golos: Jordão (10’), Oliveira (30’) e Manuel Fernandes (43’).

Fonte: Jornal Diário de Lisboa

Data: 07/08/1983
Local: Estádio José Alvalade
Evento: Sporting (3-0) Slávia de Sófia, Jogo de apresentação

Artigos relacionados

Subscreva
Notify of
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Partilhe a sua opinião!x
()
x