RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Sexta-feira, Outubro 23, 2020

Em 2001, Sporting vencia o Gil Vicente por 3-1 e César Prates exultava: «Sinto que o Sporting vai ser campeão»

BRASILEIRO MARCOU NO DIA DO REGRESSO À EQUIPA

CÉSAR Prates regressou à equipa da melhor forma. O golo que marcou, no jogo com o Gil Vicente, assumiu, para o jogador, um papel importante. Não só porque foi o primeiro do conjunto leonino mas também porque uma série de coincidências, por si focadas, levam-no a acreditar que o Sporting vai revalidar o título nacional.

O brasileiro recorda o espectacular golo apontado, aos 89 minutos, em Braga, na temporada passada, à 25ª jornada, que não só consolidou a vitória sportinguista (2-0), como também permitiu ao clube manter-se a dois pontos do então líder FC Porto.

Liderança essa que logo na ronda seguinte, em Alvalade, passaria a pertencer aos verde e brancos, precisamente devido à derrota imposta aos portistas.

No final do último encontro, César Prates, ainda no relvado, afirmou convictamente que a turma leonina seria novamente campeã nacional, explicando, mais tarde, quais as razões que o levam a ter tanta certeza.

“Disse isso porque vim para o Sporting numa altura em que as pessoas acreditavam menos na equipa, já que o clube não era campeão há 18 anos. Agora, estive um mês afastado por lesão e voltei com um golo. Este factor leva-me a acreditar e sinto que vamos ser campeões”, referiu.

O lateral-direito, que se lesionou a 16 de Janeiro, recordou também esse famoso golo marcado em Braga, o primeiro ao serviço do Sporting para o campeonato, comparando-o, a nível de importância, com o que apontou no sábado: “Deus veio novamente abençoar-me no momento exacto. Foi importante, depois de um mês afastado, por lesão, e a equipa estava a precisar, porque encontrava-se um pouco agitada e nervosa. Pessoalmente sabia que o golo acabaria por aparecer e, tal como em Braga, na temporada passada, aconteceu na altura em que o Sporting mais necessitava.”

Um golo que, no seu entender, permitiu que a equipa ficasse “mais desenvolta”, o que levou com que “os outros dois tentos aparecessem de forma simples e espontânea”, e conduzissem à vitória ante os gilistas, por 3-1.

César Prates recorda ainda que, tal como agora, também na altura em que chegou ao futebol português poucos eram os que acreditavam que o clube se pudesse tornar campeão.

“Quando acredito numa coisa, batalho muito por ela. Cheguei a Portugal, numa altura em que havia muitas pessoas desacreditadas, na possibilidade de o Sporting ser campeão. Eu acreditei sempre.”

Fonte: record.pt

Ficha do jogo:

Campeonato Jornada 22
Árbitro: Francisco Ferreira (POR)
Espectadores: 15000

Sporting: Peter Schmeichel; César Prates, Beto, André Cruz e Rui Jorge; Paulo Bento, Pedro Barbosa e Rodrigo Tello (Rodrigo Fabri 55′); João Vieira Pinto; Beto Acosta e Robert Spenar (Toñito 74′).
Treinador: Manuel Fernandes

Gil Vicente: Paulo Jorge; José Lemos, Sérgio Lomba, Nuno Amaro e Carlos Martins (Dioclecioano 86′); Casquilha (Sergio Gameiro 77′), Carlos André e Nuno Assis; Vítor Vieira, Paulo César e Miguel Simão (Jean Pierre 80′).
Treinador: Luis Campos

Golos: César Prates (72′) , Beto Acosta (81′) e João Vieira Pinto (90′) (Sporting) ; Carlos André (89′) (Gil Vicente)

Data: 24/02/2001
Local: Estádio José Alvalade
Evento: Sporting (3-1) Gil Vicente, CN 22Jornada

Artigos relacionados

Subscreva
Notify of
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Partilhe a sua opinião!x
()
x