RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Terça-feira, Junho 22, 2021

Neste dia… em 1971, Yazalde assina pelo Sporting e estreia-se em jogo particular

Estávamos em Janeiro de 1971 quando Yazalde então a gozar férias, foi alertado para a presença em Buenos Aires de Abraão Sorin, um destacado dirigente leonino, que foi à Argentina convencer o “Chirola” a vir para o Sporting. O acordo foi rapidamente selado pelo valor de cerca de 3500 contos e Yazalde juntou-se à equipa do Sporting, que fazia uma digressão na América do Sul, tendo jogado a segunda parte do encontro com o São Paulo a 25 de Janeiro.

Fonte: wikisporting.com

Yazalde e Chico Faria, autor do golo solitário contra o São Paulo.

SÃO PAULO, 2 – SPORTING, 1
FOI PRECISO UM «PENALTY» PARA DERROTAR OS PORTUGUESES

S. PAULO — Embora realizando excelente exibição, o Sporting não pôde impedir a vitória do São Paulo, por 2-1.
A equipa portuguesa iniciou o encontro numa toada cautelosa, tentando evitar a concretização do caudal ofensivo dos brasileiros. Começou por consegui-lo — e até do melhor modo — pois foram os «leões» os primeiros a marcar, por intermédio de Chico, aos 32 minutos, finalizando imparávelmente uma jogada de contra-ataque da sua equipa.

A reacção dos paulistas não se fez esperar e, cinco minutos volvidos, Toninho restabeleceu a igualdade sem possibilidades para Damas e no aproveitamento de ligeira hesitação da defesa «leonina».
O Sporting não se perturbou, aguentou bem o ímpeto contrário — e só na segunda parte (76 minutos) o São Paulo logrou adiantar-se no marcador, através de um «penalty» apontado por Toninho a castigar «mão» de Pedro Gomes.

A turma de Alvalade causou magnífica impressão, agradando sem reservas à numerosa «Torcida» presente mo Estádio de Morumbi, e alguns dos seus elementos chegaram mesmo a exibir-se a grande altura. Foi, por exemplo, o caso de Nelson, a quem coube a «marcação» do «mundial» Gerson — tarefa que levou a cabo de tal maneira que o famoso «capitão» da selecção canarinha quase não pôde tocar no esférico.Dinis também esteve muito bem, dentro do seu feito peculiar de improvisação, tendo até um remate à trave credor de melhor sorte.

Uma estreia no Sporting: Hector Yazalde. Jogou na segunda parte e agradou. Parece tratar-se, efectivamente, de um jogador de grandes recursos e de fácil adaptação ao futebol português.

As equipas alinharam:
S. PAULO — Cláudio; Tenente, Jurandir, Arlindo e Gilberto; Edson e Gerson; Pauto, Pedro Rocha, Toninho e Paraná.
SPORTING — Damas; Pedro Gomes, Caló, José Carlos e Celestino; Gonçalves e Peres; Márinho, Nelson, Chico e Dinis.

Substituições : Gonçalves por Tomé, Chico por Hector Yazalde (no início da segunda parte) e, mais tarde, Márinho por Pedras.

A equipa leonina segue hoje para o Rio de Janeiro onde, defrontará o Vasco da Gama.

Fonte: Diário de Lisboa

Yazalde chega a Lisboa a 11 de Fevereiro e teve o seu jogo de apresentação aos sócios ainda nesse mesmo mês, contra o Red Star Paris, onde apontou 1 golo na vitória por 3-0. No entanto, não podia ser inscrito para essa temporada, pelo que só se estreou oficialmente ao serviço do Sporting, a 12 de Setembro de 1971 e logo com um hat-trick, numa vitória por 4-1 frente ao Boavista, no primeiro jogo do Campeonato Nacional dessa época.

Fonte: wikisporting.com

Data: 25/01/1971
Local: São Paulo
Evento: São Paulo (2-1) Sporting, Jogo particular onde Yazalde se estreou com a camisola do Sporting

Artigos relacionados

Subscreva
Notify of
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Partilhe a sua opinião!x
()
x