RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Sábado, Setembro 19, 2020

Leões silenciaram a “catedral” De Meer em Amesterdão e eliminaram o histórico Ajax

Foi naquele mesmo palco que a nossa selecção olímpica escreveu uma bonita página em 1928, através da presença de uma turma em que pontificavam, Carlos Alves, Jorge Vieira, Pepe, Valdemar Silva, Carlos Guimarães e outros geniais artistas desses «bons velhos tempos». Foi igualmente ali, que no dia 2 de Maio de 1962, o Benfica venceu o Real Madrid, trazendo para Portugal a taça mais cobiçada do futebol europeu. Foi ali que na noite de ontem, o Sporting realizou uma exibição de gala, silenciando a «catedral» do futebol holandês.

Silas e Rui Maside, duas novas «unhas» do Sporting para esta temporada, marcaram os golos na vitória (2-1) dos «leões» no terreno dos holandeses do Ajax, garantindo a passagem à segunda eliminatória da Taça UEFA.

A turma leonina, orientada por Pedro Rocha, confirmou a superioridade exibida na primeira «mão» em Alvalade quando triunfou por 4-2, não deixando margem para dúvidas sobre a legitimidade em prosseguir na competição.

O Ajax de Amesterdão, no qual militou Johan Cruyff e que deu as maiores alegrias ao futebol holandês na década de 70, desiludiu por completo os 28 mil espectadores presentes no seu campo, perdendo por 2-1, numa partida em que os melhores lances de golo pertenceram aos portugueses.

Acusando uma crise aguda, o Ajax deu uma pálida imagem do seu valor, exibindo um futebol desgarrado e sem agressividade, com os seus jogadores a abusarem dos cruzamentos por alto e nos remates de longa distância, sem problemas para o guarda redes, Vítor Damas.

A passagem dos «leões» à segunda ronda da UEFA nunca esteve ameaçada, nem sequer quando Verkuyl, aos 79 minutos, fez o 1-1, depois do brasileiro Silas ter inaugurado o marcador na primeira parte, aos 22 minutos.

Já perto do final, Rui Maside, que rendeu Douglas aos 48 minutos, deu o golpe de misericórdia aos holandeses ao fazer o 2-1, num lance com a defesa local avançada no terreno.

O Ajax, consciente da necessidade de anular dois golos de desvantagem, atacou desde o primeiro minuto, mas acabou por ser vítima da sua insistência ofensiva, quando Silas, em jogada individual de contra ataque, aos 22, fez um «chapéu» a Menzo, em posição difícil e sem ângulo.

O 1-0 afectou o ânimo dos jogadores do Ajax, que passaram a actuar de forma desconexa e sem ritmo, com Rob Witschge e Larssen a tentarem resolver a questão em lances individuais, com remates de longe.

Damas, muito seguro entre os postes, deu confiança à equipa e teve intervenções de bom nível, aos 40 e 41 minutos, ao blocar disparos de fora da área.

No período complementar, o Ajax tentou reagir e esteve melhor no ataque, mas os nervos e a descrença no «volte-face» não permitiram que a igualdade surgisse mais cedo, com Morato, muito lutador, a mostrar-se um obstáculo quase intransponível para os holandeses.

O 1-1 surgiu no seguimento de um cruzamento de Vant Schip para o interior da área, com Verkuyl a rematar para o fundo das redes, com a bola a tabelar ainda em Fernando Mendes.

O empate deu novo fôlego ao Ajax, que veio mais para a frente, mas o terrível contra-ataque «leonino» voltaria a dar os seus frutos, quando numa reposição de bola, Damas colocou o esférico nos pés de Maside, que isolado, não teve problemas em bater Menzo e fixar o «score» final em 2-1.

O resultado acabou por premiar a luta e a determinação demonstrada pelos jogadores «leoninos», com Damas, Silas, Forbs e Morato a cotarem-se entre os melhores em campo.

O 11 inicial. Em cima, da esquerda para a direita: Venâncio, Carlos Xavier, Douglas, Morato, João Luis, Silas e Damas. Em baixo, pela mesma ordem: Oceano, Forbs, Litos e Fernando Mendes.

Ficha do jogo:

Estádio: De Meer – Amesterdão

Público: 28000

Árbitro: Adolfo Prokof (RDA)

Ajax: Menzo; Vink (Scholten, 56), Larssen, Wouters e Verkuyl; Winter, Jonh (Verbeker, 46), Richard Witschge e Vant Schip; Petterson e Rob Wistschge.

Sporting: Damas; João Luís, Morato, Venâncio e Fernando Mendes; Oceano, Carlos Xavier, Litos e Douglas (Maside, 48); Silas e Forbs.

Golos: Silas (22 m), Verkuyl (79) e Maside (87).

In Diario de Lisboa

Resumo do jogo.

Data: 05/10/1988
Local: Estádio: De Meer em Amesterdão
Evento: Ajax (1-2) Sporting, 1ª Eliminatória da Taça Uefa

Artigos relacionados

Subscreva
Notify of
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

1 Comentário
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Peyroteo

Vi o jogo da primeira mão em Alvalade. Esta vitória em Amsterdão era quase impensável nos dias de hoje.

1
0
Partilhe a sua opinião!x
()
x