RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Quinta-feira, Novembro 26, 2020

Com este Jovane fica tudo mais fácil

Sporting 2- 0 Tondela

Depois do regresso às vitórias em casa frente ao Paços de Ferreira, o Sporting voltava ao estádio José Alvalade para mais uma partida da Liga NOS, desta vez frente ao Tondela.

Com apenas oito jornadas para cumprir o Sporting perseguia ainda o objetivo possível, ficar no terceiro lugar na classificação. Os seus dois competidores diretos, Braga e Famalicão também se irão defrontar nesta jornada, o que abria a perspetiva de ganhar pontos a um deles ou a ambos.

O Sporting começou o jogo da melhor forma! Ainda antes do quarto de hora consegue chegar à vantagem, com uma fórmula já repetida. Depois de uma jogada individual de Plata em que o Equatoriano é travado em falta, Jovane Cabral marca novamente através de um livre direto. Mais um grande golo do caboverdeano depois de no último jogo ter feito o gosto ao pé marcando também de bola parada.

Aos 28 minutos o Sporting beneficiou de uma grande penalidade! Castigo máximo marcado após uma jogada muito bem desenhada entre Jovane Cabral e Nuno Tavares. O jovem ala esquerdo do Sporting, já dentro da área, fez um passe atrasado que foi interceptado pelo braço esquerdo de Pepelu. Na marcação Sporar bateu forte e rasteiro e o guarda-redes Cláudio Ramos não conseguiu chegar à bola. Estava feito o segundo!

A melhor oportunidade do Tondela na primeira parte foi criada por… Jeremy Mathieu. O central francês, regressado depois de um jogo de ausência, quase marcou um auto-golo ao cabecear ao poste da baliza de Max, após um livre batido para a área leonina.

Final de uma primeira parte em que o Sporting deu boas indicações. Além dos dois golos de bolas paradas, a equipa leonina demonstrava segurança e criatividade no seu jogo. Para isto muito contribuiu o lançamento de jovens jogadores, com destaque para uma primeira parte prometedora do estreante Nuno Mendes.

A segunda parte iniciou mais dividida. O Tondela tentava equilibrar o jogo, mas não conseguia chegar com sucesso à baliza do Sporting, que controlava a partida.

Foi preciso esperar pelos 59 minutos para ver uma boa oportunidade e novamente para o Sporting. Grande jogada individual do ponta-de-lança Sporar que se soltou de três defensores e em boa posição rematou ao lado da baliza do guardião do Tondela.

O Tondela teve a sua melhor oportunidade na segunda parte aos 83 minutos num remate de longe de Jaquité, com Max a desviar com a luva para canto.

Vitória justa numa partida animada na primeira parte e sonolenta na segunda. O Sporting apresentou mais argumentos e soube aproveitar as oportunidades, principalmente em bolas paradas. O melhor jogador da partida voltou a ser Jovane Cabral, que passa por uma grande fase individual.

Análises Individuais:

Maximiano (Nota 6) – Atento e seguro. Resolveu com eficácia as poucas oportunidades que o Tondela criou.

Eduardo Quaresma (Nota 6) – Continua a demonstrar muita segurança e qualidade ao lado de jogadores muito experientes como Mathieu ou Coates.

Coates (Nota 6) – Esteve a um bom nível, como habitual. Poucas oportunidades concedeu aos atacantes do Tondela.

Mathieu (Nota 6) – Regressou à equipa após um jogo de ausência. Foi, como sempre, muito importante para a solidez defensiva da equipa. Quase teve um percalço na primeira parte num quase auto-golo, com a bola a bater no poste de Max.

Rafael Camacho (Nota 5) – Fez um jogo mediano. Esteve em destaque aos 17 minutos numa jogada em que cabeceia ao lado da baliza do Tondela.

Nuno Mendes (Nota 6) – Estreia do jovem leão de 17 anos a titular no Sporting. Esteve bem, quer a nível defensivo, quer a nível ofensivo. O lance do penalty que dá origem ao segundo golo ocorre na sequência de um passe seu.

Matheus Nunes (Nota 5) – Tem algumas dificuldades em assumir o jogo e por isso é dos jovens que menos se tem destacado neste rol de oportunidades dadas por Amorim. Ainda assim, ajudou ao equilíbrio defensivo.

Wendel (Nota 5) – Não se destacou no jogo de hoje.

Jovane Cabral (Nota 7) – Mais um excelente jogo do Jovane. Fez mais um golo de livre, está na jogada de origem do segundo golo e ainda criou mais um par de oportunidades perigosas. Que continue assim!

Gonzalo Plata (Nota 5) – Foi importante no lance do primeiro golo, ao ganhar a falta que lhe dá origem. De resto não lhe vimos nenhum contributo ofensivo relevante.

Sporar (Nota 6) – Não é um jogador que contribua muito para o jogo coletivo, no entanto, faz o que lhe é pedido, golos. Hoje marcou de penalty e quase bisou numa jogada individual aos 59 minutos em que remata ao lado.

Ristovski (Nota 5) – Entrou para o lugar de Camacho. Cumpriu.

Battaglia (Nota 5) – Rendeu Wendel no meio campo do Sporting e tentou ajudar no equilibro defensivo da equipa.

Borja (Nota 5) – Entrou para o lugar de Mathieu no esquema de três centrais e também cumpriu a sua missão.

Francisco Geraldes (Nota 5) – Pouco em jogo. Teve uma oportunidade de se destacar num contra-ataque aos 89 minutos, mas mediu mal o passe para Ristovski.

Pedro Mendes (Sem avaliação) – Entrou aos 87 minutos. Nada a destacar.

Rúben Amorim (Nota 6) – Sem ter uma equipa a deslumbrar, conquistou mais 3 pontos. Tem o mérito de estar a dar confiança a alguns jogadores, particularmente aos mais novos, já a pensar na próxima época.

Fonte da foto de destaque: sporting.pt

Artigos relacionados