RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Quinta-feira, Setembro 29, 2022

Sporting delenda est

…ou como matar o homem e o clube ao mesmo tempo.

Aquando do reinado da primeira dinastia croquette, o Sporting partilhava as capas na imprensa com os outros grandes, por força dos seus milhões de seguidores. Um dia era um, outro dia era outro. Mas já nessa altura, o que era reportado extra-futebol referia-se maioritariamente ao desenvolvimento do projecto Roquette. O avanço organizacional que o Sporting ia dar aos rivais nos longínquos anos da criação da SAD, os artigos paternalistas da ‘luta’ contra o Sistema ou, mais recentemente, a defesa do vender para não falir… E assim andavam os sócios do Sporting.

No fundo, a cobertura da actualidade do Sporting servia a manutenção do estatuto histórico do Sporting, desde que não fizesse mossa nos outros dois rivais, especialmente, na altura, o Porto. O chavão “o Sporting faz falta” era rei!

Com a chegada de BdC (nota: desde 2011) as coisas mudaram. O movimento de ruptura com o Sporting nobiliárquico teve de lutar contra uma CS parcial, mas desta vez já dominada por outro dos 3 grandes. Acho que lhe tiraram a pinta depressa. Rapidamente a CS se encheu de “notícias”.

“BdC devia dinheiro a toda a gente”, “BdC tinha falido 7 empresas”,  “BdC e os investidores russos”, além de ter a sua vida privada, incluindo filhas e esposa, abusada e devassada com mentiras – as colunas sociais com um tema ‘novo’ todas as semanas.

Depois de se tornar presidente… o tom não melhorou em nada.  Bem, “não ia durar 3 meses”, “os bancos não negociavam com ele”, “o Sporting está anos atrás dos rivais”, “a FIFA não quer saber do Sporting para nada”, “o Sporting quer construir um pavilhão? – haha – ainda o ano passado tinham 4 meses de salários em atraso”, “o futebol não é o ténis, o VAR nunca vai acontecer”, “os fundos têm um papel primordial ao equilibrarem o fosso entre clubes ricos e pobres”, entre outras baboseiras…

Desde que BdC deu o grito de independência, a cobertura do Sporting por parte da CS foi quase sempre negativa. E só não o foi sempre devido aos resultados conseguidos, aquelas coisas que não é mesmo possível esconder…. o Sporting ganha troféus, acaba em segundo com uma equipa de tostões, faz jogos extraordinários na LC, conclui renegociações impossíveis com a banca, faz contratos de patrocínio “impossíveis”, é a equipa mais representada no Euro, tem um pavilhão também ele “impossível”, novo, um canal de televisão, mais modalidades que nunca – e ganha em todas…

Mas mesmo assim, para cada vitória conseguida com muito suor e trabalho, havia uma cartilha para espalhar, a vida privada, as invenções com os negócios antigos, “dívidas de impostos”, as carrinhas estacionadas, as nádegas… situações que ou nunca seriam cobertas pela CS, ou teriam o destaque de uma frase na pagina 31, caso se tratasse de outros clubes. Tudo foi empolado, tirado de contexto, e muita coisa inventada. O objectivo era distrair dos sucessos do Sporting. E continuar a desgastar Bruno de Carvalho.

Nunca antes se viu uma acção tão concertada na Comunicação Social. Jornais, TV e Rádio deram horas de transmissão sobre o casaco do presidente. Dias inteiros de programas desportivos por causa de uma demissão no CD, rios de horas de televisão por um patrocinador ter desistido… ou pelo fumo do cigarro, ai, o fumo do cigarro! Tudo coisas que, uma pessoa que olhasse de boa fé, verificava serem “não assuntos”. E evidente para quem vê o video do fumo, por exemplo, que não é cuspe. Não é. Ou que a ‘vítima’ só se lembra do crime dias depois, e nem quando invade a conferencia de imprensa 15 minutos depois da “agressão” consegue falar do crime maior!!

A cartilha do rival estava em plena função nessa altura, e se não existissem situações negativas para explorar, forçosamente tinham de ser inventadas, como foram. Cada vez com mais intensidade.

Nem digo inventar factos, a maioria das vezes, no início, foi apenas a exploração de uma descontextualização. E depois inundar todos os canais de comunicação com isso. Blogs e paginas online, rádios e jornais, horas e dias, ate criar uma saturação. Quando o facto já não interessava, nem era sequer já discutido, o objectivo estava atingido.

Os e mails do Benfica são conhecidos, e não existe ninguém, nem o mais indefectível benfiquista, que não saiba que a força motriz desta perseguição era o Benfica. O domínio da comunicação já tinha sido por esta altura conseguido. O Benfica tinha (e tem) os seus comentadores espalhados por todos os canais televisivos e jornais, patrocinava (e patrocina) blogs, tinha (e tem) pessoas fortes em todas as instituições futebolísticas e agora também na politica, justiça, polícia etc… O problema maior do Benfica nem é a luta pelos recursos limitados dos nosso pequeno mercado,  é, isso sim, o síndrome de **** pequena que os dirigentes e adeptos do Benfica sempre sofreram. Não se pode falar bem do Sporting, porque isso, nas mentes diminutas deles, implica estar a falar mal do Benfica…

A historia é conhecida, e teve um dos seus últimos capítulos em 2018 com a demissão em AG do CD: o maior caso de perseguição a que eu alguma vez assisti. Entre Abril e Junho foram dias seguidos de programas de televisão, sem qualquer direito ao contraditório, foram quilómetros quadrados de artigos e Petabytes de páginas na Internet. A maior saturação comunicacional que alguma vez aconteceu em Portugal. Mas mesmo depois do objectivo maior ter sido atingido, a remoção de um CD que trabalhava (e obtinha resultados) em nome do Sporting por uma segunda dinastia croquete, a perseguição ao símbolo maior do ressurgimento do Sporting continua.

A CS continua na sua senda de demonização do BdC. O julgamento de Alcochete, o maior exemplo. O modo despreocupado como a CS altera frases, muda palavras chave, dá ênfase ao acessório, é o maior crime. Quando o MP, pela manhã, está a questionar uma testemunha, a CS faz updates ao minuto da sala de audiências, sempre dando ênfase aos sound bites que foram sendo plantados desde que o caso começou, “a hora do treino”, “o façam o que quiserem”, “o estão comigo”, o ênfase nos jogadores que não estão com BdC. Quando as testemunhas, na verdade, fazem declarações que no fundo destroem a teoria de terrorismo ou ilibam o presidente. Da parte da tarde, quando são os advogados de defesa a questionar as testemunhas, os updates são mais raros, as frases descontextualizadas aumentam, não interessam tanto as questões pertinentes que são colocadas pelos advogados…

Eu sou capaz de fazer um resumo, muito mais sucinto e preciso, do que se tem passado naquela sala de tribunal do que todos os jornalistas juntos: até ver, prova material da autoria moral não existe, e a prova testemunhal tem invariavelmente ilibado Bruno de Carvalho.

Mas agora já está, já está. Vou apreciando o regresso a 2004 (ano escolhido aleatoriamente) com uma CS entretida a lobotomizar os sócios do Sporting. As capas a vangloriar resultados avulso; artigos no interior a construir a narrativa do “o futebol precisa do Sporting”. Fogo! A única coisa que me anima é a vergonha que os jornalistas devem sentir, no seu íntimo, ao terem de escrever artigos a defender um homem que não consegue dizer 3 frases seguidas, ainda não cumpriu uma única promessa eleitoral e que já desperdiçou centenas de milhões de euros em menos de um ano. Mas depois reflicto que a vergonha deles é causada pelo inexorável desaparecimento do Sporting como Clube de Portugal.

Pelos menos antes, quando tínhamos publicidade negativa na CS, havia resultados positivos em tudo o resto. Agora, para mal dos nossos pecados Sporting delenda est…

SL.

Artigos relacionados

2 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Green Marquis

Infelizmente o nosso clube acabou. Há que reconhecer.
Mesmo correndo com os croquetes, como poderá o clube competir no futuro se está praticamente sem dinheiro e sem património? E o passivo não pára de aumentar?

Custa aceitar, muito! Mas é melhor assim.

Mofli10

E a coisa ainda vai piorar, ohh se vai, mas ninguém quer saber, nem a parte mais interessada, é que eu até compreendo os benfiquistas e portistas, para eles isto é o ideal, mas o que não entendo nem percebo é os Sportinguistas, não quererem saber disto para nada, faz-me uma confusão desgraçada! Gostava de saber o que melhorou no Clube desde a saída do BdC?!? O que melhorou?!? NADA!!! Só melhorou o que não interessa, o que não dá títulos, ou seja, a CS que agora é tudo um mar de rosas, o glamour e o rooftop, isto sim… Ler mais »