RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Sexta-feira, Setembro 25, 2020

Bruno de Carvalho estava por dias na presidência do SCP

Recordo a votação de fevereiro de 2018. 

Uma larga maioria dos sócios do SCP votou favoravelmente à alteração de estatutos que o então Conselho Diretivo propunha. 

Bruno de Carvalho tinha colocado o seu lugar à disposição, caso não atingisse uma muito elevada fasquia percentual de votos favoráveis à aprovação dos estatutos.

Essa fasquia foi superada e não foi necessário o clube ir a novas eleições.

Nas filas para essa votação, em conversas, no café, nas próprias redes sociais, todos os sócios reconheciam a necessidade do presidente refrear os posts nas redes sociais. Era já um tema sobejamente conhecido e criticado por muitos. 

Assumo que via alguns dos posts do Bruno de Carvalho como desnecessários, algumas atitudes exacerbadas. Mas sempre entendi, apesar de tudo. Eu e muitos outros sócios. 

Não sou dos que pensa que as redes sociais não são para um presidente comunicar. Pelo contrário, são uma via aberta e muito viável. Modernizemo-nos!

No contexto daquela altura, Bruno já era um alvo para a Comunicação Social. As opiniões do presidente eram deturpadas, colocadas fora do contexto e desvirtuadas, sempre com o intuito de descredibilizar o presidente da importante instituição desportiva nacional, o Sporting Clube de Portugal.

Bruno era uma ameaça ao status quo no futebol e no desporto nacional. Com uma inegável maioria dos sócios a seu lado, o presidente do SCP estava a fazer a diferença. A dar muitos passos na credibilização do desporto.

No entanto, Bruno não recuou nos seus posts nas redes sociais. Sempre deu a cara e respondia por essa via a muitos temas. Era, muitas vezes, a sua forma de esclarecer diretamente os sócios sobre os assuntos que eram constantemente “atirados” ao público. Pela Comunicação Social, ele já tinha entendido que não conseguia expressar-se, nem funcionava.

Exagerou algumas vezes, mas não era nada de novo para os Sportinguistas. Quando lhe reforçámos a presidência, em fevereiro de 2018, já conhecíamos muitíssimo bem a sua personalidade. Mesmo assim, não vacilámos e demos-lhe confiança reforçada.

A luta contra os poderes instalados estava e continuou no auge, durante os meses seguintes. O Sport Lisboa e Benfica era um clube semanalmente atordoado por novas informações, que em tudo levavam a crer que existia o que se apelida como #benfiquistão. Um polvo com inúmeros tentáculos, do desporto à política, da justiça à economia, alegadamente construído durante os anos da presidência de Luis Filipe Vieira.

No início de maio de 2018, durante um almoço, um conhecido meu benfiquista segredou-me que Bruno de Carvalho estava por dias na presidência do SCP. Um escândalo estaria para rebentar muito em breve e o presidente não teria outra alternativa senão apresentar a sua demissão.

Quando nesse mês de maio sai a notícia do Cashball na imprensa, entendi a que se referia. O Sport Lisboa e Benfica via assim o seu principal inimigo ser fustigado por um suposto escândalo. O clube da luz fez um total e despropositado aproveitamento da situação. A 16 de maio, a própria SAD do Futebol Clube do Porto criticava publicamente o aproveitamento que o SLB estava a fazer, no âmbito da operação Cashball.

Não é necessário relembrar tudo o que se seguiu. Quero antes focar-me no estado das coisas anteriormente. A necessidade mor que o SLB e os alegados tentáculos do polvo tinham em estancar o sangramento de que sofriam. Os escândalos que surgiam uns atrás dos outros. O famoso gabinete de crise.

Se olharmos para fora do nosso Sporting Clube de Portugal, o suposto #benfiquistão foi um dos que mais ficou a ganhar com tudo o que passou dali para a frente.

Artigos relacionados

6 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Green Marquis

Meu caro, o teu amigo segredou-te sobre o cashball ou sobre alcochete? Se calhar seria melhor revelares quem foi para tirarmos isso a limpo.
E aconselho-te a escolheres melhor os teus amigos….. conselho deste teu amigo.

Alberto Pereira

Comentar o quê o que ja todo o mundo sabe!?

Henrique Morais

Sempre critiquei a forma de comunicação que o EX-Presidente fazia através da Internet. Tinha o Canal Sporting onde se podia exprimir e dizer da sua justiça. Foi pena pois as toupeiras sentiram-se aliviadas. Contudo o CASHANDEBOL já foi arquivado na FPF por não ter por onde se pegar.

Soeu_sei

Tudo isso é normal em Portugal com a corrupção que graça na magistratura portuguesa não é de admirar, neste momento Portugal é um dos países da união europeia dos mais corruptos e não vimos maneira de mudanças infelizmente, por isso não admira as fotos que se vão vendo e as que não são mostradas desses corruptos na tribuna de honra…

Juca

Um Jornalista(e não jornaleiro)questionava-te logo,quem é o amigo,e como é que ele sabia!

jorge mendes

é por demais evidente, quem beneficiou com a golpada, boifica, maçonaria e vagandas/ r.a. e seus interesses.