RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Domingo, Novembro 17, 2019

Eles «andam» aí…

Esta semana ficámos a saber pela Comunicação Social, que o Sporting voltou a contratar a empresa Gravity, de Ricardo Agostinho. Empresa essa que tinha sido «corrida» do clube no tempo de Bruno de Carvalho…

Mas quem é Ricardo Agostinho, perguntam os mais distraídos? Vamos então a um pequeno enquadramento.

Bastante activo nas redes sociais, a história de Agostinho e da oposição a BdC, já vem de trás. O «Mr. Gravity», (empresa parceira da WL Partners, cujos directores de comunicação foram João Gabriel e, mais tarde, Luís Bernardo), foi também membro do famoso grupo Casa de Pasto e, alegadamente, autor de diversos blogues e páginas anti Sporting.

No seu curriculum, consta, também, o facto de ter sido membro da lista de Pedro Madeira Rodrigues para o Conselho Leonino. Mas não ficamos por aqui. Em Janeiro de 2016, o jornal «O JOGO» ligou o nome de Agostinho à autoria dos famosos cartazes da 2ª circular e dos panfletos numa campanha suja contra o anterior presidente do Sporting. Pelos prints seguintes, podemos ver a «categoria», linguagem e «tolerância» do partner da empresa agora contratada pelo Sporting.

Além da Gravity, ficámos também a saber que a Wisdom Consulting é a nova empresa de comunicação do Sporting – conta que estava entregue à LPM – cuja presidente, Maria Domingas Carvalhosa, com ligações ao CDS, é também ela opositora de BdC e com várias críticas a Rogério Alves (como se verificou pelos posts agora apagados no Facebook e no Twitter).

Posto isto, chegamos facilmente à conclusão que, hoje em dia, para trabalhar no SCP é necessário preencher dois requisitos: ser CDS e ser anti Bruno de Carvalho.

Mas voltando à Gravity: qual vai ser afinal a função desta empresa no Sporting? Segundo as notícias, ficará encarregue das áreas da criatividade e publicidade.

Pelas informações que nos chegam, tais áreas não passam de uma fachada para o que realmente se está a preparar. Esta empresa vai ser o «veículo financeiro» deste CD para a realização de um trabalho sujo de criação de perfis e páginas falsos, com o intuito de monitorizar, identificar e atacar as páginas e perfis críticos da actual direcção.

É desta forma que a direcção de Frederico Varandas resolve «trabalhar». Não resolve, não emenda, não une, não nada. A hipocrisia máxima é notória em cada passo que esta direcção dá. Tentar «anular» a oposição cada vez mais notória é um erro crasso. Mas já sabemos, infelizmente, que o erro é apanágio deste CD.

Eles de facto «andam» aí. Mas nós também. E nada nem ninguém nos vai calar.

Artigos relacionados

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment authors
Leão TransmontanoPaulo Monteiro Recent comment authors

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscreva  
Notify of
Leão Transmontano
Visitante
Leão Transmontano

Por este andar a Assunção Cristinhas (que levou o CDS à falência com as campanhas para as últimas legislativas) em breve também arranjará tacho no 5p0r71ng (atual designação do Sporting)…
Pobre Sporting (ou melhor, 5p0r71ng) quem te viu e quem te vê…

Paulo Monteiro
Visitante
Paulo Monteiro

Força rugido do leão