RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Domingo, Setembro 15, 2019

Memorando ao Sportinguista desiludido

Tu que andas desiludido com o nosso Sporting, tu que deixaste de pagar quotas, tu que estás no limiar entre querer que o Sporting ganhe sempre e querer que esta direcção perca sempre – este texto é para ti.

Nos últimos 5 anos, pudemos todos presenciar o crescimento exponencial de um Sporting outrora desiludido.

Foram 5 anos a “partir pedra”, 5 anos de muita dedicação, de muita luta, que se reflectiram no aumento das quotizações, no aumento das assistências em Alvalade, na (re)conquista de títulos que nos escapavam há décadas, num acréscimo e intensificação do Sportinguismo de todo e qualquer adepto ou sócio.

Se há matéria em que a anterior direcção esteve soberbamente bem, foi em devolver a esperança e a vontade de ir mais longe à massa adepta do nosso Clube.

Mas a memória é curta e atraiçoa mesmo os mais indefectíveis.

Quanto mais fortes estamos, mais apetecíveis nos tornamos como alvo a abater e 2017/2018 foi um excelente exemplo dessa premissa. Agrediram-nos internamente, torturaram-nos com horas, dias, semanas seguidas de contra-informação que fazem até o projecto mais sólido ruir com relativa facilidade.

Foram tempos difíceis onde o país esteve temporariamente movido a ódio por Bruno de Carvalho e restante direcção. Juntaram-se políticos, juntaram-se advogados, juntaram-se médicos, juntou-se toda uma sociedade com o objectivo de devolver o Sporting à típica amorfia que nos caracterizou durante longos e penosos anos.

E conseguiram, infelizmente.

Seguiu-se uma comissão de gestão (danosa) muito pouco imparcial e uma direcção, eleita por uma minoria de sócios, que tem como pilar fundamental o combate àqueles que, como eu, não se revêem minimamente na postura institucional de quem representa o nosso Clube.

Por entre empréstimos obrigacionistas que penhoram a médio prazo o futuro do Sporting e os negócios obscuros com personae non gratae ao Universo Sportinguista, a direcção presidida por Frederico Varandas perpetua-se no poder.

Mas quem não se lembra do Sporting do sétimo lugar? Na altura, não desistimos.

Quem não se lembra dos segundos lugares festejados como campeonatos? Não vergámos.

E quando nos pediram em AG para escolhermos a modalidade a extinguir? Continuámos por cá.

E a passagem pelo projecto Roquette? Cá ficámos. E cá vamos continuar.

A militância que nos reensinaram tem agora apenas um novo alvo. A vontade que eles mostram em pôr-nos de parte tem de ser a nossa vontade em cá continuar e “bater o pé”.

É que nós fazemos a diferença, nós importamos, nós continuamos a contar para o totobola (embora assim não pareça). Prova disso? A contínua hostilização que a direcção do Clube perpetua contra quem não lhe demonstra apoio – eles temem-nos, vivem com o fantasma de um mártir criado por eles mesmos.

Diz-se que quem não deve não teme, mas a forma sórdida como chegaram ao poder fá-los suspeitar incessantemente de todos os que não se identificam com a conduta do corpo directivo em funções.

Temos sido 30% dos sócios votantes: fomo-lo na AG23 e fomo-lo na AG dos processos de suspensão; numas hipotéticas eleições (que acontecerão num prazo máximo de 3 anos), 30% fazem definitivamente a diferença.

Recordo-vos que estamos há 17 anos à espera de um título nacional de futebol masculino, estivemos mais de uma década na expectativa de um de andebol, esperámos 42 anos para reconquistar uma Liga Europeia de hóquei.

Impõe-se, portanto, a questão: valerá a pena desistir agora? Agora que já nos mostraram o caminho para um Sporting efectivamente grande, pujante? Não creio.

Isto só acaba quando nós próprios nos dermos como vencidos.

Por todos aqueles que conheci através do Sporting, por todas as alegrias que este Clube já me proporcionou, pelo Sporting que muito contribuiu para quem sou hoje, cá continuarei a defender aquilo que penso ser melhor para o nosso futuro.

Contem sempre comigo que eu também conto convosco. Isto é até ao fim (no pun intended).

Artigos relacionados

Notify of
beetuga
Visitante
beetuga

O SPORTING É DOS SÓCIOS. Saudações Leoninas.

Sôr Zé
Visitante
Sôr Zé

Cada vez mais penso que a estratégia dos golpistas é alienacão dessa pseudo minoria (isto porque não acredito que seja minoria, dado as eleicões andarem a ser marteladas).
Quando os ultimos resistentes desistirem, eles podem finalmente vender a SAD e encher os bolso, sem oposicão.

Mas custa andar a dar dinheiro a esta corga.

Hélio Palminha
Visitante
Hélio Palminha

Parabéns pela clareza do texto.
Deixar de pagar quotas, não. Quanto à gamebox decido dia 7, sem ilusões.

Picareta Oceano
Visitante
Picareta Oceano

Belíssimo texto.

A militância faz-se todos os dias, num processo interno, quase catártico.
Não confio em Bruno Carvalho e ainda menos no Frederico Varandas, confio nos adeptos do Sporting.

Somos nós, e só nós, que poderemos levantar o Clube. Outra vez.

Vitor
Visitante
Vitor

Lembram-se de quando Marta Soares tentou por 2 vezes juntar Vieira com Bruno C e este recusou
Assim começou a golpada. O SLB só se safa dos processos se o Scp estiver calado porque o fcp sozinho não tem força.
Só o slb tem toda a máquina da cs capaz de fazer o que fizeram
Por isso foram homenageados na luz por serviços prestados ao slb
O que vale é que varandas não dura mais um ano

Peyroteo
Visitante
Rei Leão

Parabéns pelo texto e obrigado pelo seu sportinguismo. Também eu já pensei várias vezes deixar de pagar as quotas, mas o coração tem-se sobreposto ao pensamento. Espero que realmente consigamos dar a volta, enquanto houver sportinguistas como o senhor a esperança manter-se-á. Bem haja leão.

Vitor
Visitante
Vitor

Após 55 anos de socio dei por mim a pensar fazer me sócio do Belém portearem sido capazes de se separarem da sad
Mas não,Sei que 40/ dão para ganhar eleições embora não dê para governar em paz Se não houver cedências de ambas as partes nos próximos 10 anos só teremos guerras.Enquanto não aceitarmos que por detrás da golpada está o slb nunca nos uniremos

Bela
Visitante
Bela

Bora … Parabéns… Mas começa a ser difícil para quem já leva quase 20 anos de luta

João
Visitante
João

Voltei no ultimo ano do Dr Bruno de Carvalho, o meu número de sócio é inferior a 10000. Voltarei quando ele voltar. Os que lá estão caíram por si tantos os atropelos que comentem contra a família Sportinguista. Até Breve.

M.João
Visitante
M.João

Parabéns Gonçalo

Anabela Figueiredo
Visitante
Anabela Figueiredo

Parabéns!

darocha
Visitante
darocha

enfio a carapuça, mas a minha alma diz-me pra não dar nem um tusto pra esta corja.

Que hei-de fazer?

Anabela Figueiredo
Visitante
Anabela Figueiredo

Como eu te percebo. Estou contigo. Subscrevo na integra as tuas palavras. Parabéns.

Lion
Visitante
Lion

Muito bem

One_o_six
Visitante
One_o_six

Costumo dizer que estamos a viver o episódio «O Império Contra-Ataca». A esse propósito, aqui vai uma citação recente de BdC:

«… abri as portas do Sporting ao chamado povo, no qual me incluo, que tornei o Sporting num clube popular, que aumentei a base do Sporting em 80 mil sócios, que tínhamos o estádio quase sempre cheio, o pavilhão quase sempre cheio, glória nas várias modalidades, o sistema do Sporting tinha que reagir.»

É preciso aguentar e resistir.

A souza
Visitante
A souza

👏👏👏👏

error: Conteúdo protegido!