RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Sábado, Fevereiro 24, 2024

Neste dia… em 2018 – Há uma década que o Sporting não era o clube português que mais contribuía para o Ranking UEFA

Ranking: Sporting e FC Porto ajudam, mas a Rússia já lá vai

Por Mauro

Há uma década que o Sporting não era o clube português que mais contribuía para o Ranking UEFA.

Com a vitória do Sporting perante o Atlético, mas consequente eliminação da Liga Europa, a participação das equipas portuguesas nas competições europeias desta temporada chegou ao fim. Se para os sportinguistas a chegada aos quartos de final da competição permitiu o devolver do Sporting a uma dimensão europeia, o panorama geral do futebol português no contexto europeu não dá azo a grandes sorrisos. O sexto lugar no ranking está cada vez mais longe e é cada vez menos improvável que Portugal volte a ter três equipas na Liga dos Campeões num futuro próximo. Mesmo, como Jorge Jesus também destacou, que o Sporting tenha crescido substancialmente a nível europeu e tenha sido em 2017/18 a equipa portuguesa que mais pontuou para o ranking UEFA. Há dez anos que tal não acontecia.

“Com os pontos que o Sporting fez este ano na Champions e na Liga Europa, seguramente vai subir aí uns 20 lugares em relação a quando aqui chegámos. Ainda não tenho a certeza, mas deve subir 20 lugares. Vale o que vale, mas quando consegues estar no Top-10 és cabeça de série. Isso acontece somando vitórias e pontos nas competições europeias”. O Top-10, para o Sporting, está ainda longe de ser uma realidade (terminou ontem na 32ª posição), mas desde a chegada de Jesus ao clube de Alvalade que o Sporting não estava tão bem colocado na tabela europeia, com o clube a regressar a uma posição semelhante à deixada por Marco Silva quando abandonou o clube verde e branco.

Sporting que foi, esta temporada, a equipa que mais contribuiu para o ranking português na UEFA. Dos 58.000 pontos feitos pelas equipas portuguesas esta temporada, 18.500 foram obra do Sporting e pela primeira vez em dez anos, a equipa de Alvalade foi o emblema português que mais pontos amealhou numa campanha europeia. Registo que supera os 17.000 do FC Porto, os 12.500 do SC Braga, os 4.000 de Benfica e Vitória SC, bem como os 2.000 alcançados pelo Marítimo. Apesar do claro crescimento europeu do Sporting, a prestação desastrosa do Benfica na competição milionária da UEFA ancorou o registo obtido pelas equipas portuguesas e o sexto lugar que vale a colocação de três clubes na Liga dos Campeões, não só está cada vez mais longe, como o atual sétimo lugar está seriamente ameaçado pela Ucrânia, ainda para mais, quando na próxima temporada a pontuação portuguesa conseguida em 2013/14 (superior à ucraniana) deixará de contar para a classificação. Depois de ter andado no quinto lugar até 2015/16, conseguindo mesmo, em 2013/14, ameaçar o quarto lugar italiano, Portugal tombou no final da época passada para o sétimo posto, ultrapassado por Rússia e França.

Esta queda já na temporada passada teve reflexos para que, este ano, via campeonato, Portugal só coloque duas equipas na Liga dos Campeões e dada a prestação de grande parte das equipas portuguesas esta temporada, a colocação de somente duas equipas na Liga dos Campeões, por parte de Portugal, parece começar a ser algo a que o adepto português se terá de habituar. Mais complicado, ainda, para os clubes portugueses, o facto da UEFA ter alterado os mecanismos de qualificação para as fases de grupo das competições europeias a partir da próxima temporada.

Portugal fechou então a época futebolística europeia em 2017/18 no sétimo lugar do ranking UEFA, muito longe do sexto posto e de voltar a ter três equipas na Liga dos Campeões, cenário quase certo para as duas próximas temporadas. Há, ainda assim, um lado positivo nesta situação, já que menos equipas a participar nas competições europeias tornam a divisão total de pontos alcançados por menos equipas ou seja, em teoria, será mais fácil voltar a amealhar pontos e recuperar posições no ranking. Isto, claro, em caso de boas prestações europeias dos clubes portugueses participantes nas provas da UEFA.

Para consolação lusa, fica o facto do sexto classificado, a Rússia, também ter perdido ontem o seu último representante no empate a dois golos entre CSKA e Arsenal que terminou com a eliminação da equipa moscovita. A Rússia amealhou então um acumulado de 12.600 pontos em 2017/18 face aos 9.666 conseguidos por Portugal, um registo que deixa então o sexto lugar do ranking UEFA cada vez mais longe. Pior, só mesmo o quinto classificado ser a França que além de já ter um acumulado nos 11.000 pontos mantém ainda uma equipa em prova na Liga Europa, o Olympique Marselha, que tem sérias possibilidades de até vencer a prova tornando o quinto lugar do ranking praticamente inalcançável.

Fonte: bancada.pt

Data: 13/04/2018
Local: bancada.pt
Evento: Artigo sobre o ranking da Uefa

Artigos relacionados

Comments

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>