RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Quarta-feira, Julho 28, 2021

Neste dia… em 2014 – Sporting, Benfica e Porto atingidos por crise no BES

A convulsão que tem afetado o BES atinge múltiplos setores da sociedade e a exposição ao futebol não escapa. Os três principais clubes de Portugal, Benfica, Sporting e Porto, têm uma relação de 215,2 milhões de euros com o BES.

A estimativa é do professor de Economia no ISEG, António Samagaio. “De acordo com a informação divulgada pelas SAD nos relatórios e contas de 2012/13, estimo que a exposição do Grupo BES ascendesse a 215,2 milhões de euros em 30 de junho de 2013. Do total da dívida, 67,8% correspondia a financiamentos classificados em curto prazo, facto bem elucidativo da necessidade em manter o suporte financeiro do Grupo BES para que as três SAD possam continuar as suas operações”, comenta o economista, citado pelo Diário Económico.

Desses 215,2 milhões, a maior parte (113,739 milhões) diziam respeito à SAD benfiquista, destacando-se os 72,5 milhões de dívida individualizada.

E Samagaio deixa um alerta: “Estes valores da exposição do Grupo BES ao futebol estão certamente subavaliados, dado que não consideram a dívida das empresas que não estão incluídas no perímetro de consolidação das SAD (por exemplo, a dívida associada à construção do novo Estádio de Alvalade), bem como eventual financiamento concedido à Benfica SAD pela via do programa de papel comercial que está sujeito a um contrato de colocação e tomada firme por parte do BES e BESI.”

Aproveitando informações posteriores relacionadas com o tema, o docente acrescenta: “Mais recentemente, a relação entre a Porto SAD e o Grupo BES intensificou-se com o aumento do financiamento concedido em 26,7 milhões euros, contribuindo para que o banco detivesse uma quota de aproximadamente 52% da dívida classificada em empréstimos bancários e obrigacionistas a 31 de março deste ano.”

Ainda assim, Samagaio deixa um alerta: “Estes valores da exposição do Grupo BES ao futebol estão certamente subavaliados, dado que não consideram a dívida das empresas que não estão incluídas no perímetro de consolidação das SAD (por exemplo, a dívida associada à construção do novo Estádio de Alvalade), bem como eventual financiamento concedido à Benfica SAD pela via do programa de papel comercial que está sujeito a um contrato de colocação e tomada firme por parte do BES e BESI.”

O contexto das ligações

Numa perspetiva histórica, António Samagaio analisa o contexto em que têm sido exercidas as ligações do Grupo BES às SAD. “Nos últimos 10 anos, o Grupo BES tem sido um importantíssimo parceiro na actividade desenvolvida pelas empresas ligadas ao futebol dos três grandes (Benfica, Sporting e Porto). Essa relação foi materializada em operações diversas, desde os tradicionais empréstimos bancários nas suas diferentes modalidades, passando pela prestação de serviços relacionados com a organização, montagem e colocação de produtos financeiros (empréstimos obrigacionistas, VMOC, papel comercial), bem como gestão de fundos de investimento em jogadores, culminando com a tomada de posição no capital social da Benfica SAD.”

Tudo somado, resta a confirmação de que os maiores clubes do futebol português têm assegurado a sua atividade com menos sobressaltos por causa do relacionamento com a banca, fulcral no financiamento.

Fonte: idealista.pt

Data: 17/07/2014
Local: idealista.pt
Evento: Notícia

Artigos relacionados

Subscreva
Notify of
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Partilhe a sua opinião!x
()
x