RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Segunda-feira, Maio 25, 2020

Após “massacre” em Munique (7-1), imprensa alemã diz que Sporting “não tem qualidade”

A imprensa alemã salienta hoje a vitória por 7-1 do Bayern de Munique sobre o Sporting nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, sublinhando que a equipa portuguesa “não tem qualidade” para este patamar do futebol europeu.

“Foi uma demonstração de futebol, Bayern varreu Sporting”, escreve o Abendzeitung, o tablóide mais vendido em Munique.

O mesmo jornal diz que a defesa do Sporting, que já tinha perdido por 5-0 no jogo da primeira mão, em Alvalade, “foi um caos”, e que a equipa de Paulo Bento “não soube aproveitar” o abrandamento do Bayern na segunda parte.
O Die Welt, jornal de expressão nacional, titula “Bayern desmantelou o Sporting“, acrescentando que os portugueses “são uma equipa desoladora, assustadoramente fraca”.

Já o Süddeutsche Zeitung, matutino de referência que se publica em Munique, chama a título Anderson Polga, o central do Sporting que foi uma das figuras trágicas do jogo.

“Polga dançou a Polka”, diz a manchete do Süddeutsche Zeitung, que refere ainda que o Bayern se limitou a aproveitar os “erros crassos” da defesa do Sporting.

“Foi um passeio até aos quartos-de-final, o Sporting não tem qualidade para estar neste patamar do futebol europeu, limitou-se a fazer figura de corpo presente”, escreve ainda o Süddeutsche Zeitung.

O Bild, o maior tablóide europeu, sublinha que o treinador do Bayern, Jürgen Klinsmann, bateu o recorde das goleadas do Bayern na Liga dos Campeões, e que o avançado Podolsky “deu show, com dois golos de sonho”.

O bissemanário Kicker, especializado em futebol, fala de “Um Bayern em Delírio”, e acrescenta que a equipa alemã se limitou a “dar um passeio” até aos quartos-de-final, perante uma equipa portuguesa “pouco motivada”.

Sousa Cintra: «Foi uma desilusão muito forte»

O ex-presidente do Sporting Sousa Cintra considerou hoje “uma grande desilusão” a pesada derrota sofrida terça-feira pelos “leões” na Liga dos Campeões frente ao Bayern de Munique, por 7-1.

“Foi uma desilusão muito grande, para mim e para todos os sportinguistas, mas também não foi só o Sporting que ficou mal na fotografia, foi também o futebol português”, disse Sousa Cintra à Agência Lusa, depois de a equipa “leonina” ter sido eliminada nos oitavos-de-final com um agregado de 12-1 nas duas mãos.

Sousa Cintra relembrou que o Sporting foi a primeira equipas portuguesa a participar em competições europeias, justificando a “grandeza” do clube.

“O Sporting é uma equipa prestigiante na Europa e no Mundo, desde que existem as competições europeias. Nunca tinha sofrido uma derrota tão pesada em casa e fora”, sublinhou.

Para o responsável, o que faltou à equipa na Alemanha foi “garra e responsabilidade que deve assumir num jogo de uma competição que tem a ver com o prestígio dos clubes”.

Sousa Cintra considera que agora é preciso “esquecer o que se passou e pensar no futuro”, considerando que os “leões” devem apostar no campeonato nacional, onde ocupam a terceira posição com 41 pontos, menos dois que o Benfica e quatro que o líder FC Porto (45).

“Tem de tirar bem a lição, ver o que se passou para nunca mais voltar a acontecer. Vamos preocupar-nos com o campeonato nacional que ainda está em aberto, apesar de ser difícil ganhar quatro pontos ao FC Porto”, explicou.

Sousa Cintra espera agora “grande empenho de todos, jogadores e equipa técnica” para dar resposta à massa associativa e “esquecer o desastre” sofrido.

“É difícil conquistar o campeonato, já não depende só de nós, mas se o FC Porto escorregar…”, disse.

Dias da Cunha apela à contenção após desaire europeu

António Dias da Cunha, o último presidente do Sporting a ser campeão nacional, considerou hoje que todos os sportinguistas têm motivos para estarem desgostosos com o desaire na Liga dos Campeões, mas apelou à contenção.

“É um desgosto que todos temos, mas devemos ser contidos e não é altura de começar a disparatar, quem está fora não sabe e por isso cala-se”, referiu Dias da Cunha, presidente na altura em que o Sporting conquistou o título de 2001/02.

Terça-feira à noite os “leões” sofreram a sua maior derrota europeia, ao perderem fora com o Bayern Munique por 7-1 nos oitavos-de-final da “Champions” e depois de já terem sofrido uma goleada por 5-0 em Alvalade.

Dias da Cunha reiterou que este não é o melhor momento para tecer grandes comentários, justificando que está “fora há algum tempo” e que fazê-lo neste momento seria “prestar um mau serviço ao Sporting”.

O antigo dirigente, uma das vozes que se insurgiu contra o estado das coisas no futebol português, lembrou ainda que o clube “está a caminho de um importante processo eleitoral” e que também por isso “não se devem agravar as coisas”.

Na primeira passagem aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões da sua história, o Sporting deixou uma má imagem – com uma derrota agregada de 12-1 – o que levou hoje a imprensa alemã a dizer que os “leões” não tinham qualidade para estar na prova.

Fonte: Jornal ojogo

Data: 11/03/2009
Local: Jornal o jogo
Evento: Noticia - Bayern (7-1) Sporting

Artigos relacionados

Deixe um comentário

avatar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscreva  
Notify of