RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Quinta-feira, Abril 09, 2020

Izmailov: Papa-taças está pronto para vencer mais uma

Izmailov está pronto para prosseguir a saga pessoal de conquistas pelo Sporting, que iniciou a 11 de Agosto de 2007 quando, ainda a conhecer os cantos à casa, abateu a tiro – e que tiro! – o FC Porto na Supertaça Cândido Oliveira. Refeito das pancadas que foi levando desde a Invicta, no último clássico a Norte, contra o FC Porto, até ao derradeiro compromisso em Alvalade, o influente médio russo já se viu ontem na Academia.

Sem limitações, Izmailov ouviu os conselhos do preparador-físico João Aroso, no sentido de não forçar o ritmo, pois não dá muito jeito a quem sofre e defende a causa leonina que a tendinite no tendão rotuliano direito se manifeste e volte a afastá-lo da competição. É que o seu sucesso em jogos decisivos é inequívoco.

Que o diga o FC Porto. Na estreia com a camisola do Sporting, Izmailov elevou Helton à condição de vítima, tal a violência do disparo dado à beira do castelo de Leiria. Estava ganho o primeiro caneco à Sporting. Na segunda oportunidade, com o Setúbal, não foi tão feliz… uma pontinha de sal a mais no degustar de troféus. Ainda na época de estreia, porém, depois de suar as estopinhas, Izma ajudou outra vez a subjugar o FC Porto, a vítima predilecta dos seus golos – só marcou dois em clássicos, e sempre contra os azuis e brancos -, e foi para Alvalade festejar a Taça de Portugal, na sequência da vitória por 2-0 no Jamor.

Já este ano, em pleno Verão, no palco de amanhã, levantou mais uma Supertaça. Os dragões voltaram a dar-se mal com o russo…! Mas o rival da Segunda Circular também não se fica a rir quando ele está em campo. Três jogos efectuados – falhou dois devido a problemas físicos -, nenhuma derrota frente ao Benfica: é este o saldo de Izmailov.

Um bom prenúncio para a sexta final de Paulo Bento. O técnico sabe que poderá contar com o russo, depois de o ter poupado durante a primeira parte do microciclo de treino.

Sporting-Benfica (5-3) da Taça de Portugal – 16 de Abril de 2008 – Foi o único dérbi/clássico que Izmailov começou no banco dos suplentes, pois estava com problemas físicos. Entrou aos 34′ quando os leões perdiam por 0-2.

Sporting-Benfica (3-2) para a 19.ª jornada da Liga Sagres -21 de Fevereiro de 2009 – A segunda vitória de Izmailov frente ao Benfica foi materializada por Liedson, com dois grandes golos, e pelo incansável Derlei.

Sporting-Benfica (1-1) para a 21ª jornada da Liga 2007/08 – a 2 de Março de 2008 – Izmailov, só por uma ocasião, em três jogos disputados – falhou dois por lesão -, não venceu o rival da Segunda Circular. O empate a uma bola persistiu.

Eduardo travou penálti decisivo

A primeira edição da Carlsberg Cup está bem gravada na memória de Izmailov, e logo pelos piores motivos. Contra o Vitória de Setúbal, em Março no ano passado, também no Estádio Algarve, Izma acabou por ficar ligado ao insucesso da sua formação, ao falhar a grande penalidade decisiva, quando essa era a forma de decidir quem levaria o caneco para casa. A sorte sorriu à formação sadina e a Eduardo, o actual dono das redes da Selecção Nacional. O guardião, então cedido pelo Braga, foi o herói da noite algarvia, ao parar o remate de Izmailov. Este, desiludido e apoiado pelos colegas de equipa, depois de uma série de penáltis para desfazer o nulo dos 90 minutos, sentiu na pele a angústia da derrota, a única que o impediu, nos confrontos em finais, de levantar a taça em disputa.

Três momentos de glória em finais à leão

A vencer no princípio e… no fim da época

Izmailov começou a temporada 2007/08 a vencer e acabou-a da mesma forma. O FC Porto foi vítima, desta feita, na final da Taça de Portugal. O médio, esse, foi o primeiro a ser substituído no decurso do encontro: deu o lugar a Pereirinha, aos 77′, quando os muitos minutos que já tinha nas pernas, durante a longa temporada, afectavam o seu rendimento.

Estreia
Um balázio para Helton lembrar

Em Leiria, na disputa da Supertaça 2007/08, no dia 11 de Agosto de 2007, Izmailov fez furor. Não é fácil, na estreia em jogos oficiais com a camisola do Sporting, e logo num clássico, frente ao campeão nacional, decidir a contenda da forma como o fez. Um tiro, após uma diagonal da esquerda para o centro, deixou o guardião portista, Helton, impotente e pregado ao relvado: que grande golo!

Djaló ajudou
Algarve também dá sorte

Yannick Djaló foi o homem-golo na disputa da Supertaça Cândido de Oliveira que abriu a presente temporada, a 16 de Agosto de 2008. Izmailov não marcou, mas as suas constantes diagonais e a entrega ao jogo que lhe é reconhecida não faltaram. Durante 90 minutos, o camisola 7 fartou-se de correr e, no final, acabou por levantar mais um troféu: o terceiro na sua quarta final.

Fonte: Jornal O Jogo

Data: 19/03/2009
Local: Jornal O Jogo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

avatar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscreva  
Notify of