RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Segunda-feira, Agosto 08, 2022

A Imagem Croquete

A minha disponibilidade para a escrita tem sido pouca ou quase nenhuma, mas não queria deixar acabar o ano sem presentear a audiência do Rugido Verde com mais um texto de sublevação popular sportinguista. Ainda que este seja mais curto que o normal. Até porque as temáticas não abundam certo? Frederico Varandas é deus, o futebol pavoneia-se nas arenas do Olimpo e tudo vai bem no reino do leão.

Efectivamente não me recordo de alguma vez uma direcção do Sporting Clube de Portugal ter tão boa imagem como a actual. Olha-se para a comunicação social em geral e é só felacios ao veterano do Afeganistão. Não há nunca nenhuma crítica a fazer, é tudo um mar de rosas. Volta e meia lá se fala numas dívidazitas e tal para logo no dia a seguir se enaltecer os lucros e o melhor momento de sempre do clube.

Nos programas desportivos que minam as grelhas informativas de canais televisivos que se dizem sérios e imparciais é ver os cartilheiros de Alvalade sempre babados com Varandas, Zenha, Amorim, Pedro Gonçalves ou Paulinho. Só falta virarem-se para Meca.

Como chegámos até aqui não é tema, não interessa, não se fala nisso. É tabu. Mas eu não me esqueço dos tempos em que a massa associativa e adepta do Sporting Clube de Portugal destilava ódio aos rivais porque tinham os mass media comprados.

Frederico Varandas percebeu, ao contrário do seus elitistas antecessores, que semeando cartilha na televisão e nos jornais conseguiria mitigar a contestação de que sempre foi alvo desde o primeiro dia. Os seus antecessores nunca tiveram essa arte. Verdade seja dita nunca acharam precisar dela. Achavam que o clube era seu por direito e estava garantido para todo o sempre. Varandas percebeu que não é bem assim e é preciso lavar cérebros.

Os sportinguistas aceitam e comem isto sem pestanejar. Como aceitam a entrega do futebol a Jorge Mendes. Gostaria aqui de dizer que Varandas fez um pacto com o diabo, mas na realidade Varandas fez um pacto com vários diabos. Para além do pacto com Mendes, o qual já tem sido aqui largamente esmiuçado, fez também pactos com a comunicação social. Já para não falar com os pactos com os rivais, com o governo, com a Liga de Clubes ou com a Federação Portuguesa de Futebol.

Basicamente Varandas fez pactos com todos aqueles mandam e lhe podem garantir um tacho dourado e duradouro no Sporting Clube de Portugal e no futebol Português. Varandas adora ser amado, adora a boa imagem que tem apesar de na realidade toda a gente ter bem noção que nem uma frase em condições é capaz de articular. Todos o que lhe são críticos são escumalha e são para calar, se isto não é uma ditadura croquete não sei o que será.

O que Varandas se esquece é que os estados de graça não duram para sempre, tal como todos os outros inaptos da imagem ao longo da história também Frederico Varandas terá a sua queda, também os seus telhados de vidro e esqueletos no armário serão descobertos e escrutinados.

As consequências desta governação croquete, essas, a médio longo prazo irão manifestar-se e não serão bonitas de ser ver, em 2013 já tivemos uma amostra disso mesmo, mas para a próxima será pior, muito pior, e provavelmente as futuras gerações já não saberão sequer o que foi o Sporting Clube de Portugal, e Varandas, esse, será completamente esquecido e nunca mais ninguém falará nele.

Artigos relacionados

3 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Luís Miguel dos Santos Teixeira

Sábias palavras? Apenas a realidade de quem vê o que se passa e não se deixa iludir por resultados desportivos. Que mesmo sendo bom, é verdade que estar a ganhar é sempre preferível a estar a perder, não esconde o lixo que por estes dias comanda o nosso clube do coração. E só tenho pena mesmo daqueles que hoje se incendeiam ao primeiro foco de contestação contra este croquetismo instalado, pois no dia em que abrirem a pestana poderá ser tarde demais. Irão nessa altura ter a dignidade de assumir que se enganaram, ou foram bem enganados, e dar a… Ler mais »

Leão Comuna

Está visto que, gente, pessoas, homens de barba rija, exigentes, com personalidade, orgulho e com um verdadeiro amor ao clube, escasseiam…
É mais fácil ir pelo caminho mais fácil, mesmo que isso signifique a destruição.
Achar que este CD tem capacidade para gerir o que quer que seja, é ser de facto uma avestruz…
Enfiem a cabeça na terra e por favor não a tirem de lá.
SL

José Ascensão

O mais revoltante é que quando o Sporting estiver na sarjeta a culpa não será de ninguém….