RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Sábado, Fevereiro 24, 2024

23/06/2018 – O DIA MAIS VERGONHOSO DA HISTÓRIA DO SPORTING

Começo por dizer, por mais que o tempo passe ainda não consegui interiorizar e compreender como foi possível os Sportinguistas terem caído naquela armadilha de destituir o seu presidente, baseado em teorias mirabolantes, em ficção, em mentiras, em oportunismo e manipulação. Creio que este dia terá acabado com parte da paixão que muitos milhares de Sportinguistas sempre tiveram por este clube.

Este foi para mim o dia que nunca mais esquecerei pela demonstração dada por muitos sócios à nação Sportinguista, de falta de memória, falta de bom senso, sentido de justiça, pela ausência de respeito pelo próximo e pela forma como os estatutos foram violados. Mas, pelos vistos, agora já não existem nem interessam para nada.

Algumas das pessoas que lideraram todo o processo de destituição nunca na história do clube demonstraram tanta abnegação e tanta luta e vontade de fazer algo pelo SCP. Quanto terão recebido em troca? Até porque, alguns deles ninguém os conhecia como sendo Sportinguistas. Não me convenceram na altura nem o conseguem demonstrar presentemente. Nunca nada fizeram pelo clube…

É verdade que o Sporting Clube de Portugal já teve muitos momentos bons e outros menos bons. A morte de Rui Mendes em pleno estádio nacional e a queda do varandim em Alvalade são dois momentos trágicos de grande dor e tristeza para a família dos falecidos e para todos nós Sportinguistas. Não foi Alcochete como os golpistas pretendem fazer crer. Quando se perdem vidas e nas circunstancias que ocorreram, tudo o resto se torna secundário. Já os bons momentos são tantos que é difícil aqui os poder descrever.

Mas o dia 23 de Junho de 2018 foi para mim o mais doloroso na minha vida Sportinguista, pela forma como tudo foi feito, manipulado, orquestrado e ampliado. Foi uma demonstração da falta de valores de muitos Sportinguistas que ainda hoje é bem patente e visível…

Logo após esse dia fiz uma avaliação sobre o meu Sportinguismo e tentei compreender se valia a pena continuar a lutar pelo o clube do qual tinha sido sempre adepto, sócio durante alguns anos e resolvi afastar-me durante algum tempo.

Pensei em desistir de tudo, mas lá resolvi continuar a lutar por aquilo que sempre acreditei e juntei me ao Rugido Verde por saber que trilhavam o mesmo caminho pelo qual sempre acreditei. Por um Sporting exigente, competitivo mas também com valores e uma luta pela justiça ao ainda legítimo presidente e pela reposição da legalidade democrática no clube. E aqui estou de novo passados mais de 3 anos com a consciência tranquila porque sei que me juntei ao lado certo.

O Sporting sempre foi um clube difícil por várias razões: escassez de vitórias e uma facção de sócios “notáveis” que se acham donos do mesmo. A juntar a isso demonstram uma enorme falta de valores. E foi logo após esse dia que comecei a compreender que no Sporting em termos humanos existe essa facção de sócios já muito antiga e com bastante poder de influência e manipulação, mas que em termos de gestão ao longo dos anos têm demonstrado valer zero. Mas apesar de tudo, continuam a impedir o clube de dar aquele salto em termos desportivos e financeiros, porque as duas temáticas estão ligadas.

O dia da destituição foi para mim e para muitos milhares uma espécie de alerta e que nos deu uma perspectiva muito diferente da forma como olhávamos para o clube e da forma como conseguiu a sua história. Esta golpada foi a conclusão daquilo que achávamos deste tipo de gente mas nunca o quisemos admitir interiormente, mas agora não temos dúvidas: são o cancro deste clube.

já tivemos a prova que o Sporting é um clube viável em termos desportivos e financeiros. Durante os cinco anos da direcção de Bruno de Carvalho isso ficou bem demonstrado. Em termos desportivos foi possível catapultar o Sporting para outros patamares nunca antes alcançados na história do clube, quer no futebol quer em todas as modalidades, e ainda hoje se o Sporting continua a vencer muito se deve ao trabalho que foi feito pela direcção anterior.

Depois de fazer uma análise após o golpe do dia 23/6/2018 e durante estes três últimos anos a navegar pelas redes sociais e apalpando o pulso a milhares de Sportinguistas, digo com convicção que o Sporting não tem solução, pese embora a sua grandeza. Enquanto tiver este tipo de pessoas como as que lideram actualmente o clube de forma ditatorial não podemos esperar paz no clube e vitórias de forma consistente, o que faz com que o Sporting ande em permanente guerrilha, mesmo vencendo alguns títulos. Será sempre um clube com um projecto desportivo e financeiro adiado.

1 – Como Sportinguista que sempre fui, mesmo a viver no estrangeiro, naquele dia senti-me envergonhado, vexado, enxovalhado e impotente perante esta decisão de alguém ter a ousadia de convocar uma assembleia de destituição de uma pessoa que naquele momento era um inocente. Todo o processo foi conduzido e baseado numa mão cheia de nada, na mentira e manipulação, com objectivos claros de tirar dividendos do que se tinha passado em Alcochete algumas semanas antes.

2 – Os sócios do Sporting nomeadamente os que estiveram ligados à convocação daquela assembleia não tiveram capacidade para lidar com a pressão da comunicação social e mais concretamente não souberam fazer o papel de pessoas de bem e de dar o beneficio da dúvida a quem era o presidente do seu clube.

3 – Não souberam ou não quiseram interpretar o principio da presunção de inocência ou o principio da não culpabilidade, como está estabelecido na regra da infração penal onde uma pessoa é considerada inocente até ter sido condenada por sentença transitada em julgado.

Fonte: DN

4 – Não admito que me falem em violação dos estatutos por parte do ainda legítimo presidente do Sporting Clube de Portugal – Bruno de Carvalho – porque essa alegada violação, que até dou de barato ter acontecido, só aconteceu depois desses senhores sem vergonha terem marcado a referida assembleia de destituição, tendo eles com isso violado grosseiramente os estatutos manipulando milhares de sócios do Sporting.

5 – Os golpistas que lideraram o processo de destituição (tenho muitas dúvidas que alguns deles sejam realmente Sportinguistas) demonstraram naquele dia uma frieza, crueldade e uma falta de vergonha que nunca imaginei que pudessem ter perante Portugal inteiro e muitos sócios do Sporting, que como eu nunca acreditaram na legalidade e nos fundamentos daquela referida assembleia desde o primeiro dia. Depois deste dia, Portugal inteiro ficou a conhecer este tipo de pessoas. Alguns deles ainda andam por Alvalade – nunca é demais continuar a insistir nisto…

Para que os Sportinguistas tenham a noção do crime cometido por todos os que tiveram ligados à destituição e expulsão de Bruno de carvalho, convido-vos a ouvir estas declarações de Rogério Alves. Mostra como tem dois pesos e duas medidas, relativamente a um sócio que foi condenado pelos tribunais. Este senhor sim, meteu o nome do Sporting na lama. Paulo Pereira Cristóvão de seu nome e já não fez o mesmo em relação a um inocente Bruno de Carvalho.

Este tipo de gente não pode continuar a ter qualquer cargo no Sporting Clube de Portugal e têm de ser afastados da vida do clube para sempre. E porque não serem responsabilizados financeiramente pelo danos causados ao SCP em várias vertentes inerentes a todo este processo?

Termino como comecei. O dia 23 de Junho de 2018 foi o dia que deveria de envergonhar todos os sportinguistas .

Saudações leoninas

Artigos relacionados

Comments

  1. Rui Barbosa

    Apoiado. Vergonha absoluta por tudo. Eu estive lá, e o ambiente era pró Sporting com Bruno de Carvalho. Inclusive, o dono da Holdimo, disse-me a mim e a outros sportinguistas, “o Bruno já foi e a seguir ides vós”. Perante isto houve uma, ira imediata e ele teve que se esconder no WC. Essa AG foi uma ilegalidade só. Marta Soares já se tinha demitido, mas mesmo que não o tivesse feito, não reuniu as assinaturas devidas. A ilegalidade desde então tomou conta do Sporting. Uma autêntica vergonha.

  2. Leão Comuna

    Um homem que fez mais do que mil.
    Bruno de Carvalho vai ser sempre recordado pelos bons como um Sportinguista da casta popular, do rigor, mas igualmente da paixão e de convicções. É irreparável a fractura exposta que os croquettes criaram no clube. Croquettes e cata-ventos.

  3. No Rules Great Sake

    Na celebre noite do churrasquinho de 2011, estive acordado até às 7h da manhã para conferir com os meus próprios olhos o resultado do festim da linhagem.
    Senti que depois desse dia não poderíamos ter pior.
    Enganei-me e em 23/06/2018 percebi, de facto, quem são os tão benemeritamente designados de “melhores do mundo”… E não foi nenhum Varandas, como não foi o Godinho, que mataram a paixão que sentia por este clube. Foram sim, aqueles que eu julgava serem a linha da frente da defesa do Sporting. Mas esses deixaram-se comer pois o que vinha aí era mais aveludado, mais palatável, menos ruidoso, menos brusco. Ao gosto dos cantos de sereias que o sportinguista “suave” tanto gosta.

    Parabéns. O que tem é fruto do vosso inteiro mérito. Deliciaram-se com a carne, veremos o que farão com os ossos.

    O sentimento que vivi com “aquele” Sporting, permanecerá comigo. Tive a sorte de poder viver essa paixão. Pelo menos isso. Hoje é-me quase indiferente, mataram a minha paixão por este clube a partir do momento que compactuaram com a destruição de um Homem que mais não queria que ver o Sporting a ganhar com ORGULHO. Pedia militância e ofereceram-lhe uma facada nas costas. A gratidão dos sportinguistas é impar, de facto.

    Na AG de dia 23/10 espero ver tudo aprovado, pois a memoria é fraca e o que interessa é viver o Sporting como uma conversa de café. A mim não enganam mais.

    1. Lcustodio

      Como eu te compreendo ! So eu sei ! Ainda estás de castigo do fórum ?

      1. No Rules Great Sake

        Não.
        Eu auto-exclui-me!
        Quiseram silenciar-me por 6 meses… 6 MESES!!!
        Quando vejo coisas lá escritas muito piores e continuam lá?!
        Vão-se PHU…
        Cansei destes “donos da moral”… Mandei email para os administradores a pedir que apagassem tudo da minha conta e que a eliminassem.
        Farto de palhaçadas.