RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Segunda-feira, Outubro 26, 2020

O Coveiro

Era preciso um presidente

Onde o vamos desencantar

O chefe não quis chegar-se à frente

O médico vamos candidatar

O cashball veio ajudar

Mas era preciso algo mais

Alcochete ajudou a consumar

Sporting popular, jamais

A fivela brilhou

O casual bateu

O presidente se finou

O poleiro é meu

A golpada consumada

Eis-me no poder

Eu sei que não valho nada

Mas disso não quero saber

Coleccionei treinadores

Arruinei tudo o resto

Não pago jogadores

Eu sei que não presto

O Jorge Mendes ajuda

E cobra muitas comissões

A malta fica carrancuda

Mas eu acumulo milhões

As dívidas aumentei

Isto está quase a falir

Mau futebol libertei

O leão não sabe como rugir

A culpa é da herança

Esse grande contratempo

Há-de vir a bonança

Daqui a muito tempo

A culpa é do Bruno

Esse grande terrorista

Apelidei-o de gatuno

Sou cá um malabarista

Entretanto veio uma pandemia

Onde raio me vou enfiar?

Fico com a bancada vazia

Sem ninguém p’ra me chatear

Um Amorim contratei

Assim como vários jogadores

Nem um, nem outros paguei

Os próximos que assumam as dores

A dívida à SAD é majestosa

Aos fornecedores também

Deixo a minha gente orgulhosa

É tudo gente de bem

A SAD vou vender

Com isto vou rebentar

Os sócios nem vão saber

Para que lado se virar

Sempre a lesar

Desde 2018 no calote

Com o clube vou acabar

Meter-lhe um garrote

Sou só um palerminha

Sem saber ler nem escrever

Fizeram-me a caminha

Já não sei onde me esconder

No Rogério confio

Para me segurar

Ele tem esse desafio

O de me salvar

Artigos relacionados