RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Segunda-feira, Julho 06, 2020

Uma vitória com dedicatória especial

Belenenses SAD 1-3 Sporting

A 28º jornada levava o Sporting a deslocar-se à Cidade do Futebol em Oeiras para defrontar o Belenenses SAD, equipa que ainda não tinha garantida a sua manutenção no patamar mais alto do futebol português para o próximo ano. Os pupilos de Rúben Amorim apareciam neste jogo extremamente motivados, após uma série de vitórias. O infortúnio de Jeremy Mathieu que, recorde-se, sofreu uma lesão grave esta semana que o obrigou a terminar a carreira, servia também como tónico extra, querendo os atletas do Sporting dedicar a vitória ao ex-jogador leonino.

Para esta partida, o treinador leonino promoveu duas novidades. A primeira, Borja, substituiu no onze Mathieu e o segundo foi Ristovski, que ocupou o lugar que tem sido de Rafael Camacho no corredor direito.

Logo no segundo minuto uma primeira grande oportunidade para o Sporting. Jovane Cabral fez uma grande abertura para Sporar que fica completamente isolado. No entanto, o ponta-de-lança perde o timing da finalização e permite o corte de Show.

Quem não marca sofre e aos 9 minutos foi o Belenenses SAD a chegar à vantagem na partida. Após um passe imprudente de Ristovski, Eduardo Quaresma faz um alivio, mas a bola fica curta e é recuperada pelo adversário. Nilton, no lado esquerdo do ataque, cruza para Licá finalizar da melhor forma.

O Sporting tentava responder e, depois de algumas iniciativas goradas, chegou ao empate através de uma bola parada. Coates foi o homem que fez a diferença de cabeça, após um canto marcado por Plata. O uruguaio não se esqueceu do seu companheiro de setor de algumas épocas, Mathieu, e dedicou-lhe o golo.

O jogo prosseguiu intenso, com ambas as equipas a quererem chegar novamente à vantagem, mas foi São Jovane a fazer a diferença novamente aos 35 minutos. Mais um golo espetacular do jovem extremo caboverdeano! Cruzamento bem medido de Ristovski do lado direito e Jovane, no centro da área, faz uma finalização acrobática sem hipótese para o guardião Koffi.

Na última jogada da primeira parte o Sporting beneficiou de uma grande penalidade! Rúben Lima fez uma entrada completamente disparatada a Sporar na grande área e o árbitro Hélder Malheiro não hesitou apontando para a marca de 11 metros. O primeiro penalty foi mandado repetir, após saida antes de tempo do guarda-redes Koffi, contudo, na segunda oportunidade Jovane não perdoou e atirou para o terceiro golo do Sporting neste jogo.

Terminava a primeira parte com o Sporting na frente após Jovane voltar a marcar a diferença no jogo. A partida até foi equilibrada, com várias investidas de ambas as equipas, todavia, o Sporting marcou por três vezes e deu aqui um passo importante para ganhar mais uma partida.

A primeira grande oportunidade da segunda parte surgiu aos 52 minutos. Um mau passe na defensiva do Belenenses SAD permitiu ao lateral Ristovski ganhar espaço no corredor direito e cruzar para Francisco Geraldes rematar forte para uma boa intervenção do guardião da equipa da casa.

Aos 62 minutos de novo o Sporting perto do golo, após dupla oportunidade. Primeiro foi Sporar. O avançado esloveno recebeu a bola à entrada da grande área e fez um remate muito perigoso, com a bola a tocar de raspão num adversário e a sair rente ao poste. Na sequência do canto foi novamente Coates a estar perto do golo, com novo cabeceamento mas desta vez com defesa do guarda-redes adversário.

O Belenenses não baixava os braços e tentava chegar à baliza de Max, mas era sempre o Sporting que criava as melhores oportunidades. Aos 76 minutos Francisco Geraldes faz novamente um excelente remate de longe para mais uma intervenção decisiva do guarda-redes oriundo do Burkina Faso.

Vitória justa do Sporting, embora os números não reflitam algum equilibrio que se fez sentir durante grande parte do encontro. São mais 3 pontos importantes na luta pelo terceiro posto.

Análises Individuais:

Maximiano (Nota 6) – Não teve responsabilidades no golo e foi importante ao defender alguns remates perigosos feitos pelo Belenenses SAD.

Borja (Nota 6) – Esteve em plano razoável, cumprindo defensivamente quando foi chamado.

Coates (Nota 7) – O capitão leonino marcou um golo de cabeça na primeira parte e esteve novamente perto do golo aos 62 minutos. Na defesa esteve bem como costume.

Eduardo Quaresma (Nota 5) – Ficou ligado ao golo do Belenenses SAD ao fazer um mau passe na defesa. Saiu na segunda parte.

Nuno Mendes (Nota 6) – Sem deslumbrar, fez mais um jogo positivo. Fez diversos cortes e recuperações de bola e não raras vezes desdobrou-se em ações ofensivas.

Ristovski (Nota 6) – Entrou novamente no onze e fez um bom jogo. Destacou-se principalmente na assistência que fez para o segundo golo do Sporting.

Matheus Nunes (Nota 5) – Não foi desta que fez um jogo de grande destaque, mas cumpriu a sua missão a meio campo.

Wendel (Nota 7) – Bom jogo da bússola da equipa leonina. O jogo de construção passa todo por Wendel, mas a nível defensivo também teve muita importância com 6 cortes feitos neste jogo.

Jovane Cabral (Nota 8) – Foi pena não ter jogado o jogo todo, mas voltou a fazer a diferença. Marcou mais dois golos, um deles bastante bonito. Está num grande momento e esperemos que a saída ao intervalo não tenha por trás uma lesão.

Gonzalo Plata (Nota 6) – Esteve irrequieto mas bastante inconsequente também. Falta-lhe melhorar bastante a definição dos lances. Ainda assim nota para a assistência de canto para o golo do empate do Sporting.

Sporar (Nota 5) – Não ajuda muito no jogo coletivo e por isso é bastante raro quando toca na bola. Destaque para uma grande perdida logo aos 4 minutos, quando não percebe e falha o timing para finalizar. Tentou novamente o golo num remate aos 62 minutos que saiu muito perto.

Francisco Geraldes (Nota 6) – Entrou bem e teve uma boa oportunidade aos 52 minutos com um remate forte para defesa de Koffi. Voltou a tentar o golo mais umas vezes, nomeadamente aos 76 minutos com um grande remate para excelente intervenção do guarda-redes novamente.

Doumbia (Nota 5) – Jogou cerca de 25 minutos e ajudou a estancar alguns dos ataques adversários.

Ilori (Nota 5) – Cumpriu no eixo defensivo.

Camacho (Nota 5) – Entrou e tentou mexer com o corredor direito. Assistiu Geraldes numa das melhores oportunidades do Sporting na segunda parte.

Battaglia (Sem avaliação) – Entrou aos 87 minutos, nada a registar.

Rúben Amorim (Nota 6) – Mais uma vitória de Amorim. O Sporting não tem feito grandes exibições e hoje foi mais um desses casos. Mas o que mais interessa é o resultado e esse correu de feição. Os 3 pontos permitem reassumir o terceiro posto.

Artigos relacionados

Subscreva
Notify of
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Partilhe a sua opinião!x
()
x