RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Quinta-feira, Maio 28, 2020

Chamem a polícia, que eu não pago!

Os mais velhos certamente se recordarão da célebre canção da banda portuense Trabalhadores do Comércio. Nos dias de hoje perfeitamente aplicável à estrutura directiva do actual Sporting liderada pelo financeiro Zenha, a figura de estilo Varandas e o manda chuva Rogério Alves.

Primeiro não quiseram pagar Ruben Amorim ao Sporting de Braga, alegadamente pela situação de execepção vivida pela pandemia de Covid-19. Mais tarde recusaram pagar as mais-valias à Sampdória pela transferência de Rescisor Fernandes para o Manchester United. Agora não querem pagar ao Cercle Brugge 5% da transferência de Rescisor WC (Casa de Banho) para o Bétis de Sevilha.

Surpreendentemente, ou talvez não, a FIFA condenou o Sporting a ter de pagar mesmo esse valor aos Belgas, conforme podemos hoje ler no jornal ABOLA.

Ou seja, as rescisões de contrato daqueles dois em nada alteraram as condições previamente estabelecidas com os seus clubes de origem.

Mas neste novo Sporting elegante, educado e de bem o que interessa mesmo é nunca pagar a ninguém. Seja devido ou não. Primeiro não se paga, depois logo se vê. A fazer lembrar a velha máxima do Oeste Americano onde se disparava primeiro e se perguntava depois.

Artigos relacionados

2 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Von

Os calotes sem fim da camarilha Varandas / Zenha

Von

Os calotes sem fim da camarilha Varandas /Zenha e ainda falta aqui o treinador sérvio gostava agora de saber , onde anda a malta que atacava BDC no verão por dívidas a 2 anos a fornecedores, que estavam dentro do prazo para se pagar .

2
0
Partilhe a sua opinião!x
()
x