RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Quinta-feira, Abril 02, 2020

Varandas, as Claques e os Casuals

Desde o início desta época que tem sido tema recorrente, por parte de Varandas e da sua direcção, críticas às Claques do Sporting Clube de Portugal, sobretudo à Juventude Leonina.

Inicialmente cortou-se o famoso protocolo com a Juve Leo (JL) e Directivo XXI (DUXXI), tentou-se tirar as Claques das suas sedes, anularam-se bilhetes de época já previamente vendidos a esses membros, entre outras medidas.

Varandas tem feito deste assunto o seu porta-estandarte! Chamou as Claques de guarda pretoriana das direcções anteriores, de escumalha, tudo vale para classificar a JL. Toda a gente se lembra daquele protesto no aeroporto dos Açores em que 2 ou 3 indivíduos gritaram por “Alcochete sempre”, sabemos agora pelo próprio Varandas que afinal estes tipos nem eram adeptos dos Sporting.

Na semana passada, após o jogo de futsal entre o Sporting e o Benfica, houve uma mega-manifestação contra a direcção actual. Esta manifestação foi a maior de sempre contra qualquer direcção de qualquer clube em Portugal, não é algo que se pode ignorar. Nesse mesmo dia vimos mais um episódio que serviu para Varandas apontar baterias novamente para a JL. Segundo o Presidente, havia imagens em que eram visíveis agressões a um Vice-Presidente, a um Vogal e a uma filha destes senhores. Disse Varandas que os referidos agressores tinham roupas alusivas à JL e disse também quantas vezes cada uma das pessoas foi agredida. Na televisão temos Manuel Fernandes a dizer quase as mesmas palavras. As imagens estão cá fora, nem se vêm adereços à JL nem as referidas agressões. Estranho é também a segurança não deter os indivíduos para serem identificados, isto numa zona de acesso a zonas directivas, tais como escritórios e Tribuna – local onde supostamente circulam dirigentes, atletas, convidados ou pessoas ligadas a patrocínios. Desde quando um sócio com bilhete de época para a zona das Claques tem acesso àquela zona?

Neste último jogo, o Sporting foi jogar a Vila do Conde e mais um episódio em que voltou a ser associado às Claques, uns supostos insultos a Battaglia, em que o próprio atleta veio negar para as redes sociais.

Há uma necessidade de Varandas referir a JL e acusar os mesmos de tudo e mais alguma coisa. Tudo isto, nesta época. A mesma onde a decisão em tribunal decorre sobre o ataque à Academia de Alcochete.

Temos tido alguns testemunhos bastante interessantes sobre o tema, sobretudo o de Nuno Leandro, spotter da PSP, em que ele explica a sua tese sobre Claques, Casuals, líderes de Claques, entre outros. Ficamos a saber que nem todos os arguidos que estão em tribunal são membros da JL, mais concretamente 10. Temos portanto muitos arguidos que pertencem aos Casuals. Sabemos que Nuno Silveira, conhecido por Barbini, que estava no grupo dos invasores a Alcochete era também um dos Casuals. No depoimento de Frederico Varandas foi visível a sua insistência de necessidade de acusar Bruno de Carvalho, mesmo com as suas contradições e mentiras já faladas em textos anteriores aqui no Rugido Verde. O próprio Carlos Vieira, num seu artigo de opinião, diz que Varandas foi a Tribunal como assistente do processo por parte do Sporting em que ele fez tudo menos defender o Sporting. Pelo menos foi assim que o entendi e concordo. Fica a questão se Varandas irá a Tribunal na condição de testemunha ainda, visto que no seu depoimento não teve de fazer juramento.

Não me parece que esta insistência em Varandas associar todo o mal à JL seja inocente, de todo. A meu ver ele necessita desta colagem do ataque à Academia elaborado pela JL. Fica a questão, porquê?

Será que Barbini e Diogo Amaral, seus apoiantes confessos, o avisaram deste ataque? Há aqui muitas pontas soltas em que se pergunta porque o Ministério Público não quis investigar estas pessoas. Vou estranhar caso estas pessoas não sejam constituídas de arguidas.

Varandas criticou publicamente a própria direcção da JL e disse que estas pessoas têm de sair. Foi público também a disputa pelo merchandising da JL entre Fernando Mendes e a direcção da JL. Quem realmente quer Varandas à frente da JL? Será alguém com ligação aos Casuals, como por exemplo Barbini? Fica a questão…

Artigos relacionados

Notify of
Green Marquis
Visitante
Green Marquis

Primeiro que tudo, o fivelas nunca deveria ter ido como assistente.
Sim, eu sei que o clube é assistente, mas isso não significa que tenha de ir “testemunhar”.
O fivelas foi realmente testemunha, logo deveria ter sido ouvido como tal.

Claramente quis ir lá sem ter de ser obrigado a dizer a verdade sem sofrer consequências. Ao mesmo tempo que tentou incriminar uma certa pessoa. Mas é tão estupido que por pouco não se entalou a ele mesmo.

%d bloggers like this: