RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Sábado, Setembro 19, 2020

Saldos no Sporting ou a falta de respeito pelo sócios

Quando se anuncia com pompa e circunstância a quebra de recordes, os factos insistem em desmentir categoricamente a propaganda.

Depois da pior assistência da década, no que ao “jogo dos núcleos” diz respeito, com um registo oficial de apenas 26093 espectadores, eis mais um exemplo do divórcio entre sócios/adeptos e clube, e a respectiva medida de desespero.

A direcção de “todos os recordes” procura, através do Pack Janeiro, chamar assim mais sócios e adeptos ao estádio. Em causa estão três jogos, sendo dois deles contra Benfica e Porto. Tudo isto a partir de…40€.

Além de ser de uma enorme falta de respeito para com o sócio que pagou um valor astronómico pela sua Gamebox, ainda temos o facto de cada sócio poder comprar até 15 bilhetes para os nossos “maiores” jogos a preços bem simpáticos. Cereja no topo do bolo: nem sócio precisa ser. A promoção estende-se a adeptos, por mais alguns euros.

Portanto, portas abertas para que Benfica e Porto joguem praticamente em casa. E ao preço da uva mijona, sendo que até podem fazer uma vaquinha entre eles…

Artigos relacionados

5 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Henrique Morais

Em ralação à falta de pessoas no recinto dos leões é notório mas depois do que aconteceu em Alcochete e da forma como as claques se comportam penso que é natural. Tenta-se culpar o Presidente Varandas por isso mas eu culparia todos aqueles que prejudicaram o Clube quando levou os jogadores a rescindirem com o Clube.

GreenMarquis

Mas os saldos não são apenas no estádio, não é?
Jogadores a serem vendidos a “custo zero” e outros em black friday (Um Dost por 7M é tipo um desconto de 70%!!)

Leão Comuna

Dá vontade de dizer: “Soltem o javali!”

Oh Varandas oh Varandas estás desesperado e como recurso abres as portas de Alvalade a qualquer um! Grande medida para unir o Sporting. Fecha-se uma porta, abrem-se janelas… M a r a v i l h o s o.