RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Domingo, Janeiro 26, 2020

Grupo da Treta

O Sporting sempre foi pródigo em grupos, grupinhos e grupetas, onde se pode conspirar, falar da vida alheia, das pessoas do clube e magicar e influenciar a “casta” especial que devia estar no poder. De boas famílias claro. É o Conselho Leonino, Os Leões de Portugal, Os Rugidos de Leão, Os Cinquentenários e outros tantos que só existem no Sporting. Alguém sabe de grupos destes no Porto ou no Benfica?

Passeiam a “sua maneira de estar e de ser” como “gente de bem”. Uma fogueira de vaidades, em que se alimentam de canibalizar o seu próprio ego e escarnecer do “coitado” do povo. Esse mesmo povo que paga quotas, bilhetes e merchandising, provavelmente mais que esses “grupos de notáveis” que se pelam por uma borla para um lugar na tribuna, onde a televisão os apanhe de um bom ângulo.

Pois, estes grupos, peritos em fazer lobbying e influenciar decisões, acham que são muito importantes, porque a CS lhes dá essa importância. São assim uma espécie de burguesia, como quando começou no século XIII.

Esta introdução serve para chegar ao Grupo Stromp, que recentemente entregou os seus prémios anuais. Para se ser Presidente deste tipo de grupos é preciso ter um nome de preferência com 3 apelidos ou pelo menos da qualidade de Tito!!!!!!!! Arantes!!!!!!!!! Fontes!!!!!!!!!, o actual presidente.

Pois este grupo, que se diz independente, mas faz comunicados no site do clube????, tem cerca de 50 membros “notáveis” que se reúnem frequentemente “para tomar o pulso e a sensibilidade do clube”.

Este grupo decidiu nos prémios deste ano atribuir ao Sotor Varandas o distinto prémio de dirigente do ano. Até ao momento, ainda não se sabe se foi pelos 5-0 da supertaça, se pela eliminação da taça de Portugal pelo Alverca???, mas corre nos meios Sportinguistas que foi por ter ganho 2 troféus no futebol, mesmo depois “da herança pesada”, e de 6 troféus Europeus nas modalidades.

Supomos que tenha omitido quem preparou as equipas das modalidades, quem fez as contratações e as dotou de exigência e competitividade, assim um pouco como o Cintra que uma semana depois de ter chegado ao clube (desta 2º vez) já se dizia campeão de futsal.

Brincadeiras muito próprias deste clube.

Os jornais informam-nos que este ano reuniram 35 dos 53 membros do grupo e que José Maria Ricciardi (Zé Maria para os amigos) não esteve presente, Dias Ferreira votou contra e Benedito se absteve (obviamente não podia ser de outra maneira para quem gosta de estar sempre em cima do muro).

O grupo Stromp mostrou-se muito revoltado com a saída antecipada da revelação dos prémios na CS, coisa que raramente acontece no Sporting, pois ontem até o almofadinhas da sick já sabia todos os prémios entregues. Nunca visto, o clube não está nada habituado a estas fugas de informação.

Pois, eu não me importo nada que o grupo Stromp entregue o prémio de dirigente do ano ao Sotor Varandas, que só por mero acaso a polícia não encontrou em Alcochete no dia da invasão, quando procurava um médico. Há quem diga que estava escondido debaixo da secretária, mas isso obviamente é mentira. Como se pode dizer isso de um capitão do exército que faz da bravura e da sua palavra firme sempre que discursa um cunho pessoal?

Provavelmente má língua vinda de algum grupo de influência ou de “notáveis” que não tem mais nada para fazer.

O que eu queria mesmo, era que esta gente deixasse o clube e fosse para o lar jogar bridge (Dias da Cunha incluído).

Artigos relacionados

Notify of
GreenMarquis
Visitante
GreenMarquis

Os prémios stromp servem para uma coisa, e uma só…. limpar o real rego. LOL

%d bloggers like this: