RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Domingo, Janeiro 26, 2020

A Maioria Silenciosa

No último jogo de andebol, realizado ontem, tivemos a oportunidade de verificar a importância das claques no apoio às equipas das modalidades do nosso clube.

A decisão por parte do Conselho Directivo de retirar os bombos às claques e aumentar o som da música, esta última já habitual no estádio, impediu que a equipa de Andebol brindasse os sócios e adeptos com a habitual “vicking clap”, um momento único de ligação entre jogadores e público.

Dando crédito às palavras de Frederico Varandas sobre a existência de uma maioria silenciosa, onde pára efectivamente essa “maioria”? Porque não aparece esta maioria para apoiar as modalidades? Se as claques não têm qualquer utilidade, onde se escondem esses Sportinguistas de casta superior no momento de apoiar quem tanto tem contribuído para o engrandecimento do nome do nosso clube?

As bancadas do Pavilhão João Rocha quase despidas de público indiciam que esta seja a verdadeira dimensão da maioria silenciosa. Enorme, efectivamente, capaz de silenciar toda uma onda verde que durante 5 anos nos encheu de orgulho.

Existem variados motivos para correr com esta gente que desgoverna o Sporting, mas mesmo que não existissem, a forma como desmantelaram toda a dinâmica de paixão e de militância num ano, com todo o prejuízo que isso acarreta, é mais do que suficiente. 

Deixem o Sporting em paz! 

Artigos relacionados

Notify of
GreenMarquis
Visitante
GreenMarquis

Meu caro, mas qual maioria? Não existe nem nunca existiu.
A AG de destituicão foi uma farsa e se os nomes que votaram fossem investigados seria evidente que aquelas pessoas nunca meteram os pés no Pavilhão…. Até o tempo disponivel para votar não seria suficiente para toda essa “maioria” colocar os votos na urna.

A maioria nunca existiu e isso é evidente quando se olha para o estádio às moscas, para o pavilhão às moscas, para cada vez menos sócios. Mas a ideia é mesmo essa, menos sócios serão menos pessoas a opor-se à venda da SAD.

Tiago Catarino
Visitante
Tiago Catarino

Não quero estragar a narrativa parece que fazes parte da tal maioria que ontem não foi ao jogo. Se não foste, podes verificar na transmissão que o som da música não foi aumentado. Não havia era o bombo que foi estupidamente tirado às claques. Em todo o caso, já se fez isso sem o bombo.

%d bloggers like this: