RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Segunda-feira, Dezembro 09, 2019

Quem quer ser presidente do Sporting?

Pequeno spoiler: uma boa parte deste texto utiliza Bruno de Carvalho (e restantes colegas de direção) como exemplo e como não podia deixar de ser num texto meu. A bem da verdade, acredito que não seja espanto para vocês que já me vão conhecendo…

Bruno de Carvalho foi uma pedrada no charco que era (e voltou a tornar-se) o Sporting e o seu exclusivismo bacoco. Depois de uma linhagem quase unicamente oriunda da famosa “elite”, surgiu como outsider, reuniu a sua equipa, apresentou-nos o seu projeto, foi altamente injustiçado numa primeira ida às urnas mas retornou para uma natural vitória em 2013, depois de tantos anos de delapidação de património e de danos irreparáveis que deixaram o Sporting à beira do fecho de portas.

Para além da minuciosa e acertada gestão financeira, da recuperação da militância leonina, dos inúmeros títulos nas modalidades, da Sporting TV, do Pavilhão (podia aqui continuar até amanhã), a eleição de Bruno de Carvalho mostrou ao mundo do Leão que o povo também pode governar, que não é preciso ser-se juiz, advogado, administrador ou gestor de renome para se poder almejar a presidência do Clube.

Mas se isto constitui uma vantagem, a verdade é que ultimamente tenho reparado que estamos perante o famoso “pau de dois bicos”: se é democraticamente valioso que eu ou o caro leitor possamos sonhar em um dia tomar as rédeas deste Clube centenário, também não deixo de olhar com alguma preocupação para o facto de, nos tempos que correm e dado o muito fraco desempenho da atual liderança, todo o indivíduo com um mínimo de atitude seja apontado como possível solução.

Para se lá chegar, parece-me ser preciso muito mais que isso – é preciso muito mais que postura, é preciso muito mais que carisma, é preciso muito mais discursos acertados em Assembleias Gerais ou que amigos ou familiares a incentivar.

O Mundo Sporting é muito grande e merece opções adequadas ao seu tamanho – um projeto sólido, com bons intervenientes, com garantias de financiamento, com estratégias válidas e sustentáveis para o Sporting não nasce do dia para a noite.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é imagem-5.png

Aliás, toda a candidatura de Bruno de Carvalho assentou nesse pressuposto – não ignorando a óbvia propensão para mobilizar multidões, de discurso forte, agressivo mas normalmente assertivo, a verdade é que parte da equipa de Bruno de Carvalho (como são os casos de Carlos Vieira, José Quintela, Luís Giestas ou Alexandre Godinho) foram também importantes no sucesso que se fez sentir no período de 2013 a 2018. Embora se tenha rodeado de muita personae non grata, os elementos competentes que lutaram a seu lado não devem sair prejudicados quando é feito o resumo e a retrospetiva de ambos os mandatos.

Acima de tudo, o que me parece é que é importante que nos preocupemos única e exclusivamente em SERVIR o Clube e não o contrário – se, na minha opinião, é totalmente válido ter-se o sonho de chegar à presidência do Sporting (quem nunca pensou nisso, por mais efémera que essa ideia possa ter sido, que atire a primeira pedra), seja a curto, médio ou longo prazo, não me parece minimamente razoável torná-lo um objetivo de vida.

Se o primeiro mandamento que os sócios tivessem presente fosse esse mesmo, o de apenas servir o Sporting, podem crer que não estaríamos nesta negra conjetura. Portanto, façamo-lo sempre sem segundas intenções. O Sporting é demasiado grande para os nossos caprichos e ambições pessoais.

Artigos relacionados

Notify of
HULK VERDE
Visitante
HULK VERDE

É por isso que é tão importante os sócios terem poder de decisão, respaldados nos estatutos, e não serem manipulados por minorias como a que actualmente desgoverna o Clube. Tem de haver transparência e fiscalização efectiva e independente da legalidade dos actos eleitorais e também de participação em assembleia (votações), assim como rigor, respeito e equidade por parte da Mesa da Assembleia Geral e seu Presidente, o que não se verifica actualmente, nem sequer o respeito pela privacidade do voto secreto, com os números e códigos de barras nos boletins. E veja-se que a diferença de votos entre escalões de… Read more »

Cabral
Visitante
Cabral

Carlos Vieira foi suspenso e não expulso. Dúvida: pode concorrer à presidência do Sporting?

%d bloggers like this: