RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Quinta-feira, Maio 28, 2020

O que foi dito no podcast – Sem filtro – Ep. 41 do Primeiro Tempo, com Bruno de Carvalho

“Se ser ‘brunista’ é ser Sportinguista, é ser leal aos seus princípios, é ser agradecido a quem deu tudo ao Sporting e querer voltar a viver momentos de alegria, de entusiasmo e de orgulho sem igual, então aceitaria de bom grado o nome. Eu diria que é Sportinguismo na sua essência pura”

“José Roquette fez-se sócio do Sporting aos 30 e tal anos, e foi porque alguém do ciclismo o convenceu. Ele não era Sportinguista, e depois tornou-se Presidente”

“O pai do Jorge Jesus era Sportinguista. O Jorge Jesus foi mercenário, era benfiquista. […] Cavalo de Troia? Não sei, mas foi uma grande cavalgadura, se era de Troia não sei.”

“O Adrien e o seu pai achavam-se superiores ao Sporting. Enquanto os Sportinguistas continuarem a idolatrar jogadores que de manhã jogam no Sporting e de tarde jogam no benfica […] o Sporting passou a ser um trampolim. […] Eu não admito isto”

“A AG de destituição foi convocada ilegalmente. Decorreu de forma imoral e anti-estatutária. Nós só podemos abrir à votação quando as pessoas forem ouvidas. […] A ata não foi lida. Só me preocupo com o facto dos Sportinguistas não verem nada de anormal nisto”

“As pessoas foram cobardes. Não me disseram na cara, olhos nos olhos, que já não me queriam em Alvalade. E depois iam ouvir o que eu lhes tinha para dizer. […] Não me falem da comunicação social”

“Os Sportinguistas têm que pedir desculpa ao Adrien, ao William e ao Patrício, porque afinal eles tinham razão, os jogadores estão acima dos sócios”

“Há muitos anos que a comunicação social tem uma estratégia – porque tem uma série de avençados de clubes rivais – para menosprezar, diminuir e humilhar o Sporting […] Vocês acham que o Record quer saber do varandas? Eles querem que o Sporting deixe de ser um grande”

“O drama é muito maior. Fui afastado porque neguei que o Sporting dos três grandes não fosse o maior […] O Sporting tem que ser o maior dos maiores, eu quero lá saber dos três grandes.”

“Para um Sportinguista com uma inteligência normal, ler num jornal que o Varandas é um grande tipo é uma ofensa […] Eles querem que as pessoas se sintam ofendidas […] Eles querem que as crianças tenham vergonha de ser do Sporting”

“A única coisa que manteve o Sporting como grande foram os três milhões e meio de adeptos. Se esta malta conseguir minar as crianças través da vergonha e de ter uns palhaços como Presidentes, dentro de uns anos somos meia dúzia […] Não se foquem no óbvio”

“O Podence há um ano que andava a tentar que eu lhe renovasse o contrato e lhe pagasse 2 milhões ao ano. Ele é só pequenino em tamanho, porque em vaidade é o Messi. É o Messi de Freixo de Espada à Cinta”

“Uma das coisas que nós íamos fazer, era tornar o estádio em instalações que fossem um marco numa entidade centenária que iria dar outra projecção de si […] a construção de hostel, restaurante de luxo, bar de fans, sports bar […] e com isto conseguir a centralidade”

“A centralidade de uma instituição […] o Sporting precisa de ter um posicionamento de clube de elite […] não é de elites, mas de um clube que se quer afirmar como o maior […] E faríamos isso sem afectar os rendimentos e investimentos nas modalidades e futebol”

“Antes do acordo da NOS o Sporting já tinha um orçamento na ordem dos 70/80M […] Com a NOS, cerca de 45M por ano, quando chegámos o Sporting recebia 10M de direitos televisivos por ano […] o que significa que este acréscimo iria ser totalmente para o futebol”

“Nas modalidades já tínhamos 100% quotização, e o dinheiro da SportingTV. Continuaríamos a ter grandes planteis e discutir todos os títulos […] No futebol poderíamos continuar a ter grandes investimentos […] com competência, porque o dinheiro na mão de incompetentes não vale nada”

“Eu não tive a sorte de ter um Bruno Fernandes para vender, quando cheguei tinha um conjunto de jogadores que se dizia que podiam descer de divisão […] o valor líquido de venda continua a ser meu […] eles fazem grandes negócios, mas depois para o Sporting fica sempre com pouco”

“Quando vi um treinador a apanhar banhos de sol na Madeira e o Sporting a perder 25M, e o rival directo a ganhar 40M, custou-me muito como Sportinguista e gestor […] toda a gente finge que isso não teve impacto nas contas do Sporting”

“Eu disse ‘cá estarei para resolver os problemas’ […] quiseram que fossem outros a resolvê-los, começou a ladainha ‘o Sporting está falido, o Sporting coitadinho, tem que começar do zero outra vez?’ […] o Jesus criou um problema gravíssimo no Sporting”

“Não terei paquetes no rio Tejo, nem vou promover rebeliões no balneário mas garantidamente, mais cedo ou mais tarde, serei candidato. Depois se as pessoas quiserem, que escolham […] e será o tão rápido quanto as pessoas quiserem”

“1. Peguem na minha carta de destituição e peguem no processo de expulsão de sócio, mantenham ipsis verbis, e aludam os novos factos a Frederico Varandas, depois mandem ao Rogério Alves e ao Conselho Fiscal e Disciplinar, respectivamente”

“2. Exijam uma AG, e discutam o modelo de governação do SCP, que deverá ser igual ao de Portugal. Peçam um homem, um voto”

“3. Pedir a restituição de sócio daqueles que foram expulsos num acto ilegal, imoral e anti-democrático […] que vocês nunca tenham um problema onde antes de se sentarem, um juiz vos diga ‘você já está condenado’ […] foi isso que me fizeram quando votaram sem me ouvirem”

“As pessoas (os Sportinguistas) tiveram uma atitude imoral e anti-democrática e deviam repor essa situação […] a mim o que me importa é a imoralidade da situação e por isso está nas mãos das pessoas. Podem exigir uma AG para amanhã”

“Imaginem que existia um pedido de destituição ipsis verbis igual à minha. Rogério Alves pode dizer ‘isto não faz sentido’ e abre um precedente, porque se não faz sentido, o meu também não faz. Isoladamente pode ser feito um pedido de demissão de Rogério Alves e da mesa. Que tribunal é que aceita que a pessoa que decide, está a ser alvo de ser expulsão?”

“Se acharem que num pedido isolado exista um processo de demissão de Rogério Alves e mesmo que não aceite, acham que nenhum juiz não aceita? Basta que ele tenha dito que não cumpre os estatutos porque não gosta deles. Vocês têm tudo na mão, dêem uso ao cérebro!”

“O Sporting pode ir buscar o rumo de 2013-2017, mas depende de vocês. Isto é um jogo de xadrez, mas é necessário jogar sem ser jogada a jogada […] os campeões são os que já sabem a última jogada […] temos que fazer um xeque ao rei. Antecipem-se”

“Se as decisões são sempre negativas, antecipem-se, e encontrem uma forma para que em 24h entrem num tribunal e as decisões sejam aceites […] façam os processos ipsis verbis iguais aos meus […] está nas vossas mãos”

Por @TrolhaDoCacifo https://twitter.com/TrolhaDoCacifo

Artigos relacionados