RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Quarta-feira, Setembro 23, 2020

Neste dia… em 2017, o Leão conquistou a cidade berço com uma goleada por 5-0

Global Imagens

Vitória SC 0-5 Sporting CP: O Leão conquistou a cidade-berço

No meio de dois jogos que ditam o futuro na Liga dos Campeões, o Sporting deslocou-se à cidade berço para enfrentar um Guimarães de orgulho ferido depois da derrota por três bolas a zero no terreno do Estoril-Praia. Jorge Jesus apostou no quarteto defensivo do costume e o onze inicial apenas apresentou uma alteração face ao jogo anterior com Bruno Fernandes a aparecer nas costas de Bas Dost, relegando Podence para a bancada. Battaglia foi o homem mais recuado no meio-campo face à ausência de William Carvalho. Do lado dos conquistadores, Pedro Martins apresentou uma equipa composta por Miguel Silva na baliza, Sacko, Marcos Valente, Pedro Henrique e João Aurélio na defesa, Celis, Zungu e Hurtado a meio-campo, enquanto Hélder Ferreira e Raphinha jogaram nas alas encarregues de apoiar David Texeira, o homem mais avançado no terreno.

Sabendo da importância do jogo da próxima Quarta-Feira e da necessidade de resolver o jogo de Guimarães o mais cedo possível, a equipa entrou em campo com a lição bem estudada e com as ideias bem enraizadas. Logo aos 3 minutos, ainda com pouca história para contar, Bruno Fernandes descobriu o espaço necessário para dar uso ao seu potente remate e inaugurou o marcador enquanto Miguel Silva, guarda-redes adversário, se limitou a contemplar a obra de arte que acabara de sair dos pés do internacional português.

Apesar do Guimarães ter posse de bola, nunca foi demasiado perigoso ao ponto de causar calafrios à defesa leonina, sendo que a primeira jogada de relativo perigo surgiu quase aos vinte minutos de jogo, quando Rui Patrício não conseguiu segurar à primeira um cruzamento rasteiro. Depois disso, o Sporting voltou a ser extremamente eficaz ao aproveitar as duas jogadas de perigo que se seguiram. Primeiro, Acuña bateu um livre para a grande área que encontrou na cabeça de Bas Dost a colocação necessária para entrar na baliza vimaranense. Nem três minutos depois, o inevitável Bas Dost isolou-se e voltou a marcar depois de uma assistência de Fábio Coentrão a servir o holandês. O relógio ainda nem tinha chegado à meia-hora e o Sporting já levava três golos de vantagem. Mais perto do intervalo, o Vitória voltou a colocar Rui Patrício à prova, primeiro por Hurtado com um remate de fora de área que saiu à figura do guarda-redes leonino e depois por Raphinha na sequência de um livre. Bruno Fernandes não foi para intervalo sem tentar o bis com um remate forte que saiu na direção de Miguel Silva.

No início da segunda parte, o Guimarães entrou em campo com a aparente vontade de reduzir a desvantagem e procurar um outro resultado. No entanto, depois do remate de Raphinha aos cinco minutos do segundo tempo, os vimaranenses voltaram a eclipsar-se muito por culpa do domínio avassalador que o Sporting imprimiu ao jogo. Se era de esperar que os leões reduzissem a intensidade de jogo na segunda parte, Jorge Jesus contrariou isso e o compromisso e a dedicação dos jogadores foram os mesmos da primeira parte. Piccini e Acuña voltaram a tentar o golo mas sem sucesso.

Pedro Martins tentou reentrar no jogo com a dupla substituição de Hurtado e Zungu por Sturgeon e Rafael Miranda. Curiosamente, poucos minutos depois, o Sporting volta a marcar por Bruno Fernandes que voltou a encantar as bancadas do Afonso Henriques com novo remate potente de fora da área ao ângulo inferior direito da baliza de Miguel Silva. Depois disso, o Guimarães ia tentando criar perigo mas o trio Battaglia, Coates e Mathieu foi sempre eficaz na recuperação de bola e no alívio defensivo. Perto do final, Gelson Martins ainda ofereceu o golo a Iuri Medeiros mas o português enviou a bola por cima. Instantes depois, o Sporting fez uma excelente jogada coletiva e Iuri Medeiros ofereceu o golo a Adrien Silva. O capitão não desperdiçou e a vitória ganha números ainda mais expressivos.

A vitória em Guimarães resume-se sobretudo à coerência e eficácia do Sporting algo que estava a faltar nos últimos encontros. O Sporting foi mais equipa, foi melhor em todo o encontro e encontrou uma defesa vimaranense demasiado permeável. A boa notícia é que Jorge Jesus “ganhou” um reforço para as costas de Bas Dost, ou seja, em caso de Adrien continuar no Sporting e, portanto, no onze inicial, Bruno Fernandes também pode atuar ao mesmo tempo e o seu talento não fica desperdiçado no banco. O Sporting segue líder do campeonato com nove pontos e o Guimarães “afunda-se” na tabela classificativa com apenas três pontos conquistados em três jogos.

Fonte: bolanarede.pt

Resumo do jogo.

Data: 19/08/2017
Local: Estádio D. Afonso Henriques em Guimarães
Evento: V. Guimarães (0-5) Sporting, CN - 3ªJ

Artigos relacionados

Subscreva
Notify of
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Partilhe a sua opinião!x
()
x