RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Sexta-feira, Outubro 23, 2020

Entrevista com Artur em 1977: «Há valor de sobra para pensar na conquista do título»

Temos futebol bastante para pensar no título, mas convém ter uma equipa que dure uma época!

Falar na transferência de Artur da Luz para Alvalade, já passou de moda. Não interessa agora fazer «chover no molhado». Artur estava livre e foi jogar para o clube que melhores condições lhe deu. Ele é acima de tudo um profissional e como tal, vende o seu trabalho ao clube que melhor lhe pague ou aquele que mais lhe interesse servir. Pois Artur não se furta a dizer, que sim senhor, que tem saudades, que viveu ali dias e dias, viveu ali anos, que foram os da sua juventude. Mas o homem não pode estar agarrado a saudosismos doentios. Clube novo vida nova, no que se refere aos interesses de servir outro clube, outra massa associativa.

– Como é que o Artur encara a sua presença nesta equipa que está a mostrar que tem tanto futebol dado o plantel que em boa verdade apresenta?

– Não há dúvida, que houve e muito bem, um pretensão dos dirigentes da minha nova equipa em se formar um conjunto, que acima de tudo dure o ano inteiro. Isto é extremamente importante. Não pode haver um Sporting que dure semanas ou alguns meses e depois cai sem ter mais força para se encontrar. Vejo neste Sporting, futebol de sobra para caminhar francamente para o título, muito embora bem o saiba que o Benfica e o Porto pensam da mesma maneira. Aliás o nosso técnico também pensa assim e pelas aquisições que foram feitas, não há dúvida de que tudo terá que se processar pelo melhor. O Sporting está agora mais forte, com muito poder e acima de tudo muito ambicioso.

– A ambição é limitada ao nacional, ou também vai para a Europa mesmo depois daquele resultado na Córsega, que até foi bom?

– É evidente que não vamos limitar a nossa ambição a nível nacional. Eu penso que o jogo na Córsega, poderia ter sido ganho, pois o Sporting foi a melhor equipa no terreno, tendo muito mais oportunidades de golo que os corsos. No entanto quero dizer-lhe que estou com muito receio, muito apreensivo mesmo com o segundo jogo. Eles lá estiveram sempre a perder mas mostraram sempre ser uma equipa muito dura, muito difícil. Lá abriram muito a defesa em virtude da marcha do marcador e a dado momento só se preocuparam em atacar o que francamente nos surpreendeu. Ora acontece que os corsos vêm para Alvalade defender e nós não os conhecemos nesse sistema de jogo. No entanto penso que eles vão ser terríveis a defender o golo que trazem de vantagem, utilizando mesmo um futebol muito rude a que francamente não estamos habituados. Mas é evidente que eu espero ganhar o jogo, pois não há dúvida alguma que tecnicamente o Sporting é muito superior, e além do mais eles vão sentir bem o que é jogar no nosso ambiente, perante a nossa massa associativa. Eu sei que basta ganhar por um zero, ou dois a um, mas para já alerto todos que a tarefa não vai ser fácil.

– Espera de qualquer modo que o tecnicismo do Sporting resolva a questão?

– Bem! Terei que lhe dizer também que não me apercebi bem do valor técnico dos corsos, já que naquele ambiente, tudo é muito difícil. Confio, repito, de que tudo faremos para passar à fase seguinte. O valor real e intrínseco da equipa talvez venha a ser visto aqui no nosso campo. Mas confio no melhor, muito embora receie o pior, para falar com a máxima franqueza.

– Está a falar-se muito nos três homens da frente Jordão, Keita e Manuel Fernandes. Como está a ver o sector atacante do Sporting?

– O Sporting não tem apenas o setor atacante, ou melhor, apenas os meus três companheiros que indicou. O Sporting tem que valer pelo seu todo que não por um sector. A defesa está a portar-se bem, a linha intermédia também e logicamente que o ataque responde às chamadas. Pois não há dúvida de que os jogadores a que se refere são bons em qualquer equipa e porque a sua missão é marcar golos eles marcam. Mas o que conta é o conjunto que não especificamente ou aquele jogador.

E a defesa especificamente está bem?

– Claro que ainda não atingimos o melhor. É a primeira vez que jogamos juntos, muito embora a maioria tenha actuado conjuntamente em jogos ou treinos da selecção. Mas aqui é diferente. Eu confio francamente que se ainda há falhas tudo será normalizado com o rodar do campeonato. Ainda não atingimos o momento «zenith» mas para lá caminhamos.

– Como vai encarar o regresso à Luz de verde vestido?

– Pois é evidente que haverá um choque. Será um recordar de muitas tardes, muitas noites, muitas manhãs, foram anos, e isso pesa sempre num homem. Como futebolista, hoje estou no Sporting, onde vim encontrar uma direcção extraordinária, uma ambiente muito bom e isso certamente que será o bastante para que entre no relvado da Luz, pronto a servir o meu novo clube como sempre servi o Benfica.

– Sente-se bem em Alvalade portanto!

– Claro que sinto. Digo mesmo que na noite que defrontamos o Benfica em Alvalade eu sentindo que estavam aqui tantos benfiquistas como sportinguistas, senti bastante bem a honra de estar a representar um clube como o Sporting, depois de ter representado um outro grande como o Benfica.

– Você falou na direcção. Melhor que a do Benfica?

– Mas sem sombra de dúvida! Eu quando mudei, estava consciente. Não estava doente, não fui drogado. Vim porque as condições me interessavam, porque à maneira como as pessoas conduziram o assunto me mereceu o maior respeito. Medi os prós e os contras e vim. Pois sou capaz de ter tido pena de ter deixado umas certas e determinadas amizades que tinha, mas afinal aqui também vim encontrar boas amizades.

– É mesmo verdade que foi só por culpa da direcção do Benfica que o Artur deixou a Luz?

– Que disso ninguém tenha a menor dúvida. Só a Direcção do Benfica foi a culpada.

E Artur na segunda parte frente ao Braga, fez lembrar o Artur do… Benfica, pela sua garra, determinação, alegria de jogar e até respeito pelo clube que lhe paga. Boa sorte Artur.

Fonte: Revista «Golo» 20/09/1977

Data: 20/09/1977
Local: Revista «Golo»
Evento: Entrevista a Artur

Artigos relacionados

Subscreva
Notify of
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Partilhe a sua opinião!x
()
x