RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Segunda-feira, Maio 25, 2020

Bettencourt em 2008: «Sporting tem mais papagaios do que o Benfica»

DIRIGENTE LEONINO QUEIXA-SE DA PRESSÃO SOBRE A EQUIPA

RECORD – Acusou sportinguistas de criarem uma pressão intolerável para a equipa. Quem são eles?
JOSÉ EDUARDO BETTENCOURT – São pessoas que têm familiaridade ao dirigismo desportivo e que incitam à revolta da pior forma e que não estão a ser no mínimo responsáveis nem sportinguistas. Não quero com isto dizer que essas pessoas não têm o direito de mudarem tudo, de se organizarem, criarem listas, candidatarem-se, de mudarem o projecto todo.

R – Como classifica o comportamento de Rui Meireles?
JEB – É muito estranho. Pela imagem que construí dele, esperava tudo menos isto. Sempre foi um profissional de um “low profile”, de uma discrição e de uma capacidade de trabalho que não corresponde à sua postura actual.

R – E os outros sportinguistas a que se refere, estão no Sporting?
JEB – Se calhar vai doer aquilo que vou dizer, mas acho que o Sporting ainda tem mais papagaios que o Benfica. Actuam de forma menos clara e têm aportado muito pouco nestes últimos tempos. Está na altura de aparecer no Sporting uma lista republicana.

R – O que quer dizer com isso?
JEB – Há a mania de considerar que o Sporting é uma monarquia… E essa lista tem de começar a trabalhar desde já, com um plano claro, com conhecimento total e profundo da actual realidade do Sporting, deve tomar conta dos dossiers mais difíceis e conseguir provar aos sócios que é capaz de negociar com a Câmara uma aprovação de uns terrenos que, já foi dito 20 vezes, estavam aprovados e nunca mais são desbloqueados.

R – A vítima do costume…
JEB – Recordo um episódio: o presidente Luís Filipe Vieira resolveu o problema com uma declaração ameaçadora numa visita da UEFA. Disse ele peremptoriamente “Não sei se vai haver estádio”. O dr. Soares Franco, na entrevista que deu ao Record, acha que tem tido um estilo de negociação de acordo com determinados princípios que até admite poderem ser prejudiciais ao clube. Logo, tenho de aceitar que apareçam listas alternativas que tenham o direito de se acharem mais eficientes nestas e noutras negociações, como por exemplo com os bancos.

Fonte: Jornal Record

Data: 12/01/2008
Local: Jornal Record

Artigos relacionados

Deixe um comentário

avatar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

  Subscreva  
Notify of