RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Quinta-feira, Abril 22, 2021

Moreirense FC (1-1) Sporting CP

25ª Jornada da Liga NOS, Segunda-Feira 5 de Abril de 2021, Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, Moreira de Cónegos.

Onzes iniciais:

Depois de uma paragem para as seleções nacionais, a equipa listada de verde e branco entrou em campo com sede de vitória. Amorim apresentou um sistema tático, como habitual, de três centrais. A presença inédita de Daniel Bragança no onze, poderia dar mais precisão de passe, nota também para o regresso de Paulinho ao onze inicial.

O Sporting começou o jogo, muito desconfortável, com a linha do meio campo do Moreirense a deixar os jogadores do Sporting à nora. Boa entrada do Moreirense com boas iniciativas e uma velocidade muito boa.

Foram precisos 21 minutos para se gritar golo, cruzamento milimétrico de Daniel Bragança para o segundo poste onde Paulinho apareceu a cabecear, Pasinato defende num primeiro momento, mas à segunda Paulinho acaba mesmo por fazer a sua estreia a marcar pelos Leões. 1-0 rugido do Leão.

Sporting conseguiu ir subindo de rendimento, e acabou por conseguir controlar a partida.

Aos 36 minutos, Amorim foi obrigado a mexer na equipa depois de uma entrada feia sobre Nuno Mendes (a qual inexplicavelmente não valeu cartão amarelo ao adversário), Matheus Reis a entrar para o seu lugar.

Já em cima do intervalo Paulinho bisou na partida. Após boa jogada de insistência em que aparece sozinho em frente a Pasinato, numa boa execução técnica pica a bola por cima do mesmo, mas o arbitro anulou o golo por posição irregular no início da jogada.

Acabou a primeira parte com 1-0, golo de Paulinho que ia dando vantagem ao intervalo.

O Sporting entrou na segunda parte à procura do 2-0 por forma a “matar” o jogo, com processos simples a turma de Alvalade ia conseguindo encostar o Moreirense às cordas. Logo no inicio da segunda parte os leões tiveram duas oportunidades seguidas para marcar, primeiro por intermédio de Pedro Gonçalves e depois por Palhinha.

Aos 59 minutos o Sporting voltou a marcar, desta vez por Pedro Gonçalves, mas foi mais um golo que foi anulado aos leões por fora de jogo (milimétrico diga-se).

Com calma a equipa de Alvalade ia controlando o jogo, não deixando a equipa de Moreira de Cónegos tocar na bola, bom jogo do Sporting.

Após a saída de Daniel Bragança a turma de Alvalade perdeu qualidade no portador da bola, Bragança dava um grande equilíbrio ao meio campo e trazia qualidade com a bola nos pés.

Aos 80 minutos, cruzamento perigoso mas Feddal falhou por muito pouco a baliza de Pasinato.

Aos 90 minutos de jogo golo do Moreirense, desta vez sem fora de jogo. O feitiço a virar-se contra o feiticeiro, o Sporting não conseguiu matar o jogo quando devia e depois de ter conquistado tantas vitórias nos últimos instantes do jogo hoje a coisa a funcionar ao contrário.

Acabou a partida 1-1. Dois pontos perdidos visto todos os rivais terem ganho os seus jogos. Temos agora 8 pontos de vantagem para o Porto e 11 para o Benfica.

Artigos relacionados