RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Quinta-feira, Agosto 06, 2020

A Bater no Fundo

A última semana tem sido profícua em notícias vergonhosas envolvendo o nome do Sporting Clube de Portugal. Se por um lado pouco me importa que o nome dos dirigentes envolvidos fique sujo (sujo já está pela forma como tem dirigido o Clube), por outro envergonha-me bastante ver o nome do meu clube envolvido nestas patranhas.

Presentemente, são diversos os problemas internos que o Clube vive, desde a divisão entre sócios, ao comportamento insultuoso dos Órgãos Sociais perante as queixas e a vontade de se fazer ouvir de uma grande franja de associados que não se revêem nesta forma de actuar de quem dirige o Clube.

Como se isso não bastasse, apercebemo-nos agora que continua a perseguição a quem se manifeste contrariamente a este rumo, como prova o recente ataque a alguns núcleos espalhados pelo país, como também revela a recusa em realizar Assembleias Gerais a pedido dos sócios, e quando, pelo contrário, o Sr. PMAG recebe um grupo de associados de “Elite” que lhe vão apresentar propostas para o ajudar no processo que tomou de empreitada para levar a cabo alterações no modo de votar nas Assembleias Eleitorais.

Agora, somos também brindados todos os dias com notícias na comunicação social a dar conta de que estamos a falhar compromissos financeiros.

Temos processos em tribunal que até envolvem a FIFA, no caso Mihajilovic, temos o energúmeno de Braga a chamar-nos caloteiros para todo o país ouvir, a inenarrável B-SAD a reclamar dívidas pelo portentoso Eduardo, o Slovan a dizer que não pagámos o “bota de ouro” Sporar, e atingimos o cume quando um jornal diário noticia que ninguém nos vende nada sem ser a pronto pagamento. Talvez por isso a dificuldade em fechar os negócios pendentes que trarão mais uns contentores de entulho para Alvalade.

Pelo meio, lá vão aparecendo umas desculpas esfarrapadas em relação à herança pesada nas quais já só acredita quem come palha do Abrantes, sopa de letras do Monteiro, baboseiras do Barbosa ou tinto do Espadinha.

Curiosamente, ou não, essas desculpas têm, habitualmente, como veículo transmissor um diário desportivo privilegiado por esta Direcção. Jornal esse que tem sido quase o nosso órgão de comunicação oficial.

Era realmente estranho que assim acontecesse, mas não é que ao que tem vindo a público nos últimos dias, existe mesmo uma acção concertada entre a Direcção do Sporting Clube de Portugal e esse diário desportivo?

Isso pode deixar agora várias interrogações. Essa acção existe a soldo de quê? Anda o clube de alguma forma a pagar para que seja feita “publicidade” a favor desta direcção?

Esse diário desportivo publicou nos últimos dias uma entrevista falsa com o presidente do Sporting Clube de Portugal? Tentou esse diário desportivo passar uma informação errada aos leitores, neste caso específico aos sportinguistas, de que há clubes com valores em dívida ao Sporting Clube de Portugal, quando nos relatórios de contas se prova que essas dívidas não existem? A troco de quê? A pedido de quem? Com que intenção?

Já vai longo este texto. Muito mais haveria para dizer, e acredito que muito brevemente mais aparecerá.

Manifesto a minha maior preocupação com o futuro imediato do meu Clube, o Sporting Clube de Portugal.

#AcordaSporting

Artigos relacionados

Subscreva
Notify of
guest

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Partilhe a sua opinião!x
()
x