RUGIDO VERDE

Levantar e levantar de novo, até que os cordeiros se tornem Leões!

Domingo, Maio 31, 2020

No caso de Varandas o “novo normal” é o mesmo “normal” de sempre: a anormalidade que incrustou

Depois de uma longa ausência, o nosso médico, militar, empresário clínico e autarca voltou finalmente a presentear-nos com uma sui generis entrevista televisiva. Pena não ter sido em directo, o que não propiciou a dose industrial de tesourinhos deprimentes da praxe.

Ainda assim, os principais traços da sua personalidade estiveram todos lá: a arrogância, a petulância, o autismo, o egocentrismo fantasioso, tudo tão típico de quem se acha a última Coca-Cola dos desertos de Kandahar. Ainda que nesse deserto ninguém a queira beber, apesar de gostarem de relatos de futebol via Antena 1. 

A propaganda começa logo no primeiro ecrã: “Varandas esteve na linha da frente a combater a virose”. Orgulho no nosso presidente, um herói nacional! Só que não. Esteve tão na linha da frente que nem máscara usava para proteger outros no exterior (supõe-se que Pinto da Costa ou LF Vieira pertenceriam ao grupo de maior risco; a fisiatria deve ter opinião contrária). 

Varandas demonstra uma enorme impertinência ao criticar abertamente o comité médico da FIFA, classificando-o como “desatualizado, irresponsável e pobre cientificamente”. Realmente, que palermas esses médicos da FIFA, Frederico é que é bom, competente e o verdadeiro especialista, prémio Nobel da Medicina já!

Quando fala da reunião que manteve recentemente com as altas instâncias do futebol português, o bom doutor volta a puxar dos seus galões referindo que “houve uma coincidência muito feliz para o futebol português que foi um dos presidentes ser médico e ter estado no terreno”. Varandas acha “que tem uma visão um pouco mais científica e técnica do que Pinto da Costa e Luís Filipe Vieira”. 

E, provavelmente, do que toda a comunidade médica e científica junta, já que em nenhuma parte do mundo ninguém tem certezas de nada mas o nosso Frederico acha que é muito seguro reabrir o futebol, das indústrias mais seguras até, certamente pelo pouco contacto, ausência de suor, distanciamento, uso de máscaras, e balneários abertos.

Nessa reabertura, Varandas acha que devemos estar todos unidos, nós, os nossos rivais e todo o mundo do futebol. Como pretende fazer isso com “parceiros” que há décadas nos tentam abertamente destruir é um mistério. Mas Varandas acha que faz sentido. Porque somos um clube de bem e de gente de bem, inspirando-se nessa sábia referência, o jubilado Abrantes Mendes. 

Or,a ora já cá faltavam os pergaminhos da elegância, da superioridade moral, do glamour e do status! Algo tão característico da linhagem croquette, que pelos vistos continua a ser a patética imagem de marca.

Em relação a Rúben Amorim, Varandas refere que há muitos clubes que nos estão a dever e não pagam, portanto teremos também legitimidade para não pagar; o excepcional autarca mais uma vez puxa dos galões e “o Sporting é um clube de bem e cumpre, e vai cumprir e vai pagar o Rúben Amorim, como está a pagar”. Então mas afinal está a pagar ou não? Há semanas que é assumido que não, já não percebemos nada! Suspeitamos que ele também não, pois é pródigo em chavões mal pronunciados e imprecisões. 

Depois, Varandas aproveita para chorar um bocadinho, uma das principais imagens definidoras do seu mandato. O nosso convicto Calimero-pavão adivinha tempos tenebrosos, com quedas catastróficas de receitas e uma imperiosa necessidade de apostar na formação. Sim, sempre a conversa da formação. E ninguém pergunta ao bom militar, médico e autarca como pensa ele fazer isso se tem vendido a formação toda.

Possivelmente, isto explica porque motivo esta direção tem nos tempos recentes vendido toda a gente ao desbarato: é que a partir de agora será muito mais difícil vender! Varandas e companhia estão muito à frente e já antecipavam esta crise! Só não se percebe a aprovação em AG da SAD dos vencimentos da administração, mas isso são detalhes. 

Crise que se vai estender à bilhética: apenas um quarto do estádio. Que chatice realmente. Varandas pode finalmente correr com toda a escumalha do estádio mantendo apenas a amiga central! Só que agora distribuída pelo resto do estádio claro, a fim de ser cumprido o distanciamento social.

Este texto, que era suposto ser uma curta notícia, já vai longo, no entanto não podemos concluir sem fazer menção (honrosa pois claro) ao caricato momento do quadro do Benfica na parede: “O primeiro serviço de urgência, aquilo era uma sala de médicos, acho que de enfermagem, de ortopedia ou urologia, não sei, e tinha um quadro do Benfica. Quando cheguei, a minha primeira medida foi organizar-me, com o meu computador, e depois olhei para a parede… Não sei o que aconteceu, mas o quadro desapareceu”

Desculpem lá interromper, vocês estão claramente ocupados, mas alguém sabe quem é que meteu aquele quadro ali?” por Insónias em Carvão

Reparem: Frederico Varandas nem sequer sabe em que serviço de urgência é que esteve! Talvez fosse até de ginecologia. Mas seja lá ele qual for, tinha o ónus da feitiçaria, até desapareceram coisas por artes mágicas e tudo!

Há que realçar contudo que, ao mesmo tempo que gravava a entrevista, Frederico Varandas estava a falhar (mais uma) promessa eleitoral: a de que com ele jamais uma transferência leonina seria investigada – já se falará mais da visita que recebeu em casa no âmbito da operação Fora de Jogo e o porquê. Pois bem, a pedido da Sampdória de Itália a transferência de Bruno Fernandes para o Manchester United está a ser investigada. 

Parabéns doutor, mais pregos no caixão. Por este andar qualquer dia já não há caixão livre para colocar mais pregos. Poderá às inúmeras funções que desempenha acrescentar a sua especialidade-mor: cangalheiro. 

Artigos relacionados

2 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Von

Mais uma vez o alto nível deste presidente de alto gabarito a vir ao de cima depois de apanhar a ” pesada herança ” de BDC , Frederico o Dr. Coragem lamenta o covid-19 , que vai reduzir a capacidade do Estádio para 1/4 por sorte o grande Frederico já tinha reduzido para metade graças a um plantel de entulho construído por ele e Hugo Viana sendo assim, a fiscalização aos sapatos vai decorrer mais depressa para podermos assistir depois aos shows de bola do entulho, que o Dr. Coragem irá comprar lá mais para Setembro .

Neca Pinto

Para mal dos nossos pecados, temos esta abécula petulante à frente do Sporting.
É confrangedor.

2
0
Partilhe a sua opinião!x
()
x